Atividade potencialmente alelopática de extratos aquosos e hidroalcoólicos de solanum aculeatissimum Jacq.

Autores

  • Ricardo Adriano Felito UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO
  • Mauricio Franceschi UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO
  • Ricardo Claro Ortis UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO
  • Valdecir Göttert UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO
  • Oscar Mitsuo Yamashita UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO

Resumo

O objetivo do presente estudo foi avaliar a atividade potencialmente alelopática de extratos aquosos e hidroalcoólicos de frutos de Solanum aculeatissimum sobre a germinação e o desenvolvimento inicial das sementes de alface. Os tratamentos foram constituídos por 4 extratores diferentes com concentração de 15% (peso/volume). As variáveis avaliadas foram porcentagem de germinação, comprimento da parte aérea, comprimento da raiz principal e índice de velocidade de germinação. O extrato aquoso de Solanum aculeatissimum apresentou um potencial alelopático, sendo indicado para estudos relacionados ao controle de plantas espontâneas em propriedades agroecológicas.

Biografia do Autor

Ricardo Adriano Felito, UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO

Graduação em Agronomia pela Universidade do Estado de Mato Grosso Campus de Alta Floresta Mestrando Programa de Pós-graduação em Biodiversidade e Agroecossistemas Amazônicos da Universidade do Estado de Mato Grosso.- Alta Floresta.

Mauricio Franceschi, UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO

Graduando em Agronomia pela Universidade do Estado de Mato Grosso Campus de Alta Floresta, técnico em Agropecuária pelo Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Mato Grosso Campus Cáceres

Ricardo Claro Ortis, UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO

Graduação em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado de Mato Grosso Campus de Alta Floresta Mestrando Programa de Pós-graduação em Biodiversidade e Agroecossistemas Amazônicos da Universidade do Estado de Mato Grosso.- Alta Floresta.

Valdecir Göttert, UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO

Graduação em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado de Mato Grosso Campus de Alta Floresta Mestrando Programa de Pós-graduação em Biodiversidade e Agroecossistemas Amazônicos da Universidade do Estado de Mato Grosso.- Alta Floresta.

Oscar Mitsuo Yamashita, UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO

Professor efetivo adjunto Doutor da Universidade do Estado de Mato Grosso e do Programa de Pós-graduação (Mestrado Acadêmico) em Biodiversidade e Agroecossistemas Amazônicos da Universidade do Estado de Mato Grosso

Referências

BELO, A. F.; COELHO, A. T. C. P.; TIRONI, S. P.; FERREIRA, E. A.; FERREIRA, L. R.; SILVA, A. A. Atividade fotossintética de plantas cultivadas em solo contaminado com picloram. Planta Daninha, v. 29, n. 4, p. 885-892, 2011.

CARVALHO, G. J.; FONTANETTI, A.; CANÇADO, C. T. Potencial alelopático do feijão de porco (Canavalia ensiformes) e da mucuna preta (Stilozobium aterrimum) no controle da tiririca (Cyperus rotundus). Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 26, n. 3, p. 647-651, 2002.

INDERJIT; DAKSHINI, K. M. M. On laboratory biossays in allelopathy. The Botanical Review, New York, v. 61, n. 1, p. 28-44, 1996.

MEDEIROS, A. R. Determinação de potencialidade alelopáticas em agroecossistemas. 1989. 92 f. Tese (Doutorado em Agronomia) - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Piracicaba, 1989.

OLIVEIRA, A.K.de; DIÓGENES, F.E.P.; COELHO, M. de F.B.; MAIA, S.S.S. Alelopatia em extratos de frutos de juazeiro (Ziziphus joazeiro Mart. – Rhamnaceae). Acta Botanica Brasilica, v.23, n.4, p.1186-1189, 2009.

SCHWIRKOWSKI.FLORA SBS 2009. Disponível em: <https://sites.google.com/site/florasbs/solanaceae/arrebenta-cavalo> Acesso em: 15 abril. 2015, 10:20:45.

Downloads

Publicado

2016-05-16

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>