Agroecologia e Comunicação: Como podemos comunicar a mudança que queremos ser?

Autores

  • Wanessa Marinho Assunção Universidade Federal de Viçosa (UFV), Viçosa-MG e Centro de Tecnologias Alternativas da Zona da Mata (CTA-ZM)
  • Sueny Pinhel Miranda Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • Camila Chaves Universidade Estadual do Norte Fluminense
  • Melina Meiado Souza Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Resumo

Além de vivermos a agroecologia na ciência, através das diversas pesquisas e trabalhos que realizamos; e na prática, através do nosso respeito ao outro, à vida, ao meio ambiente e a nós mesmos; nós também queremos levar essa mensagem para o resto do mundo, através do movimento agroecológico. E a comunicação é uma ferramenta chave para a divulgação da mudança que queremos ser. Foi pensando nisso, que o projeto Comboio Agroecológico Sudeste promoveu o curso “Olhares sobre a Comunicação e o Trabalho em Rede”, que contou com oficinas de comunicação digital, fotografia, facilitação gráfica e produção de textos.

Biografia do Autor

Wanessa Marinho Assunção, Universidade Federal de Viçosa (UFV), Viçosa-MG e Centro de Tecnologias Alternativas da Zona da Mata (CTA-ZM)

Departamento de Comunicação Social/Jornalismo UFV, Assessoria de Comunicação

Sueny Pinhel Miranda, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Estudante de Engenharia Agrícola e Ambiental

Camila Chaves, Universidade Estadual do Norte Fluminense

Estudante de Agronomia

Melina Meiado Souza, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Estudante de Agronomia

Downloads

Publicado

2016-05-20

Edição

Seção

IX CBA-Agroecologia / Relatos de Experiências