Incongruências na relação “homem e natureza” no Médio Rio Tocantins

Autores

  • Vonínio Brito de Castro Universidade Federal do Pará-UFPA- Belém/PA
  • Flavio Bezerra Barros

Resumo

O objetivo neste texto foi analisar as incongruências na relação entre homem e natureza, a partir do estudo da relação de uma população tradicional do médio rio Tocantins com a atividade de cultivo nas vazantes. Utilizei a observação participante e a análise situacional. Os resultados apontam que as transições na agricultura de vazante se intensificaram após as barragens, aumentando as incongruências entre esses povos e a natureza. A proibição da continuidade no plantio nas vazantes, a intensa imigração, dentre outros, têm dificultado a continuidade desses sujeitos nessa região. Palavras-chave: relação, agricultura de vazante, simbiose, barragem (;)

Biografia do Autor

Vonínio Brito de Castro, Universidade Federal do Pará-UFPA- Belém/PA

Discente do Programa de Antropologia da Universidade Federal do Pará-Belém-PA.

Flavio Bezerra Barros

Docente do Programa de Pós-graduação em Antropologia - UFPA e do Núcleo de Ciências Agrárias e Desenvolvimento Rural –NCADR-Belém/PA

Referências

BOURDIEU, Pierre. O desencantamento do mundo. O desencantamento do mundo, 1979.

DE ARAÚJO, F. P., PORTO, Everaldo Rocha, et SILVA, MSL da. Agricultura de vazante: uma opção de cultivo para o período seco. Embrapa Semi-Árido. Instruções Técnicas, 2004.

DIEGUES, A. C. S. El mito moderno de la naturaleza intocada. Editorial Abya Yala, 2000.

ESCOBAR, Arturo. (2005). O Lugar da Natureza e a Natureza do Lugar: globalização ou Pós-Desenvolvimento? In: Lander, Edgardo (org.). A Colonialidade do Saber: Eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latino-americanas. Buenos Aires: CLACSO, pp. 133-168.

GLUCKMAN, Max. 1987 [1958] ‘Análise de uma situação social na Zululândia moderna’. In: FELDMAN-BIANCO, B. (org.), Antropologia das sociedades contemporâneas - Métodos. São Paulo: Global.

LIMA, Elane A.C.. (2008). Diálogos com a natureza, saberes dos povos da floresta amazônica. IV ENECULT - Encontro de Estudos Multidisciplinares. Faculdade de Comunicação/UFBa, Salvador-Bahia-Brasil.

MALINOWSKI, B. (1978). Os Argonautas do Pacífico Ocidental: Um Relato do Empreendimento e da Aventura dos Nativos nos Arquipélagos da Nova Guiné Melanésia. São Paulo: Abril Cultural. (Coleção Os Pensadores).

MAZOYER, Marcel et ROUDART, Laurence. História das agriculturas no mundo. Do neolítico à crise contemporânea. São Paulo: Editora UNESP, 2008.

MARX, Carl. (2010). O capital: crítica da economia política. Livro I-Volume 1. Tradução de Reginaldo Sant’anna. 27ªed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

Downloads

Publicado

2016-05-15

Edição

Seção

IX CBA 1. Sócio biodiversidade e Território.