Importância do conhecimento tradicional de plantas medicinais para a conservação da Amazônia

Autores

  • Anna Frida Hatsue Modro Universidade Federal de Rondônia
  • Alexandre Zandonadi Meneguelli Universidade Federal de Rondônia
  • Sylviane Beck Ribeiro Universidade Federal de Rondônia
  • Emanuel Maia Universidade Federal de Rondônia
  • Gilmar Alves Lima-Júnior Instituto Federal de Rondônia

Resumo

Objetivou-se demonstrar a relevância que o conhecimento tradicional de plantas medicinais tem para a sustentabilidade dos recursos naturais das populações tradicionais na Amazônia, ressaltando a inserção do cultivo de plantas medicinais como uma atividade que atende as dimensões social, econômica, ecológica, ambiental, politica, cultural e territorial, além de analisar a importância da legislação para o reconhecimento dos saberes tradicionais.

Referências

AMOROZO, M. C. M. A abordagem etnobotânica na pesquisa de Plantas Medicinais. In: DI STATSI, L.C. (Org.). Plantas medicinais: Arte e Ciência, um guia de estudo interdisciplinar. São Paulo: EDUSP. p. 47-68. 1996.

AMOROZO, M. C. M.; GÉLY, A. Uso de plantas medicinais por caboclos do baixo Amazonas Barcarena, PA, Brasil. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi, v.4, n.1, p.47-131, 1988.

CASSINO, M. F. Estudo etnobotânico de plantas medicinais em comunidades de várzea do rio Solimões, Amazonas e aspectos farmacognósticos de Justicia pectoralis Jacq. forma mutuquinha (Acanthaceae). Manaus: [s.n.], 2010, 135p.

FACHINELLO, D. T. Produtos Florestais Não-Madeiráveis (PFNM) no Estado de Rondônia e as visões sobre Desenvolvimento, Sustentabilidade e Extrativismo. Universidade Federal de Rondonia. 2010. Dissertação (Mestrado em Administração) – Universidade Federal de Rondônia, 2010.

FREITAS, J. C. de; FERNANDES, M. E. B. Use of medicinal plants by the Enfarrusca community in Bragança, Pará. Boletim do Museu Paraense Emilio Goeldi, v.1, n.3, 2006.

LAMEIRA, O. A.; PINTO, J. E. B. P. Plantas Medicinais: do cultivo, manipulação e uso à recomendação popular. Pará: Embrapa Amazônia Oriental, 2008. p.264.

LEÃO, R.; FERREIRA, M. R. C.; JARDIM, M. A. G. Levantamento de plantas de uso terapêutico no município de Santa Bárbara do Pará, Estado do Pará, Brasil. Revista Brasileira de Farmácia, v.88, p.21-25, 2007.

LOPES, L. F. B.. Proteção de conhecimentos tradicionais associados à diversidade biológica: possibilidades e desafios. Revista de Estudos e Pesquisas, v.4, n.1, p.255-289, 2007.

MACIEL M. R. A.; GUARIM NETO G. Um olhar sobre as benzedeiras de Juruena (Mato Grosso, Brasil) Um olhar sobre as benzedeiras de Juruena (Mato Grosso, Brasil) e as plantas usadas para benzer e curar. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi, v.1, n.3, p. 61-77, 2006.

OLIVEIRA, R. L. C.. Etnobotânica e plantas medicinais: estratégias de conservação. Revista de Biologia e Ciências da Terra, v.10, n.2, 2010.

SANTOS M. R. A.; LIMA M. R.; FERREIRA M. G. R. Uso de plantas medicinais pela população de Ariquemes, em Rondônia. Horticultura Brasileira, v.26, p.244-250, 2008.

SILLITOE, P. Defining indigenous knowledge: the knowledge continuum. In: Indigenous Knowledge and Development Monitor, v.6, n.3, CIRAN, 1999.

SILVA, R. B. L.. A etnobotânica de plantas medicinais da comunidade quilombola de Curiaú, Macapá-AP, Brasil. 2002. 172 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia) – Universidade Federal Rural da Amazônia, Belém 2002.

TOMCHINSKY, B. et al. Impactos da legislação na pesquisa etnobotânica no Brasil, com ênfase na Região Amazônica. Revista de Antropologia, v.5, n.3, p734-761, 2013.

VÁSQUEZ, S. P. F.; MENDONÇA, M. S. de; NODA, S. do N. Etnobotânica de plantas medicinais em comunidades ribeirinhas do Município de Manacapuru, Amazonas. Revista Acta Amazônica, v.44, n.4, p.457–472, 2014.

Downloads

Publicado

2016-05-15

Edição

Seção

IX CBA 1. Sócio biodiversidade e Território.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)