Invisibilidade e Resistência: relato da situação organizacional dos grupos de mulheres no território Zona da Mata Sul na Paraíba

Autores

  • ROSIANE BARBOZA CRUZ UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA
  • CLAUDIA SIMONI LIMA UFPB
  • MARIA FÁTIMA RODRIGUES UFPB
  • NATANAELMA SILVA COSTA
  • FILIPE SILVEIRA MARINI

Resumo

Este trabalho consiste em narrar um panorama geral dos grupos organizacionais de mulheres no território da Zona da Mata Sul do estado da Paraíba, e apresentar a atual situação vivenciada pelas camponesas, bem como a identificar os principais obstáculos para o desenvolvimento dos seus trabalhos de maneira organizada e algumas das suas dificuldades na busca dos direitos. Foram feitas observações, visitas e conversas informais para coletar as informações. Sendo constatada a ausência dos mais básicos conhecimentos do direito e de mecanismos que poderiam modificar a situação das camponesas nesse território. Porém a capital, João Pessoa, se destaca por ter órgãos públicos voltados para o atendimento à mulher e instituições de fiscalização, porém não é garantido que os mesmos cheguem às áreas rurais. No campo a ausência de Conselhos de Direito da mulher é um dado preocupante, pois esse órgão é responsável por fiscalizar e cobrar e implementar políticas públicas direcionadas as mulheres.

Referências

Conselho Estadual dos Direitos da Mulher da Paraíba. 2014. Disponível:< http://www.spm.gov.br/assuntos/conselho/conselhos-estaduais-e-municipais-das-mulheres-1/estados/paraiba> Acessado em: 08/04/2015

Danna, M. F. e Matos, M. A. 2006. Aprendendo a observar. São Paulo: Edicon

SILVA, C. A.; CASTRO, C. H. O.; BATISTA, N. M. S. Q.; SILVA, A. J. Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentável – PTDRS, Território da Zona Da Mata Sul – PB. 2010

Downloads

Publicado

2016-05-20

Edição

Seção

IX CBA-Agroecologia / Relatos de Experiências

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)