Impactos Socioeconômicos e Ambientais na Comunidade Ilha da Fazenda em Senador José Porfírio-PA em função da UHE Belo Monte

Autores

  • Olganeth Moreira de Oliveira Universidade Federal do Pará - UFPA
  • José Antônio Herrera Universidade Federal do Pará - UFPA / Campus Universitário de Altamira - Faculdade de Geografia / Grupos de Estudo Desenvolvimento e Dinâmicas Territoriais na Amazônia - GEDTAM.
  • Darlene Costa da Silva Universidade Federal do Pará - UFPA
  • Josefa da Silva Lima Universidade Federal do Pará - UFPA
  • Enoque Gomes de Morais Universidade Federal do Pará - UFPA

Resumo

A dinâmica com rio Xingu, estabelecida pela comunidade Ilha da Fazenda, localizada no município de Senador José Porfirio-PA, na Volta Grande do Xingu – local de construção da Hidrelétrica de Belo Monte, estimulou o interesse do Grupo de Estudos Desenvolvimento e Dinâmicas Territoriais na Amazônia (GEDTAM), em compreender os impactos socioeconômicos e ambientais que a comunidade vem sofrendo em função da construção da UHE Belo Monte. As informações foram obtidas a partir de amostras aleatórias, entrevistas e aplicação de formulários, registros fotográficos e mapeamento, entre os meses de maio a julho de 2014. Possibilitando registrar o desrespeito às famílias pelo empreendimento em consequência do distanciamento dos meios de produção e a necessidade de deixar o sistema de produção para vender a força de trabalho.

Biografia do Autor

Olganeth Moreira de Oliveira, Universidade Federal do Pará - UFPA

Especialista em Biodiversidade pela Universidade Federal do Pará - UFPA. Licenciada em Ciências Agrárias, também pela UFPA. Estudante do curso de Engenharia Agronômica - UFPA. Bolsista do Grupo de Estudo Desenvolvimento e Dinâmicas Territoriais na Amazônia - GEDTAM.

José Antônio Herrera, Universidade Federal do Pará - UFPA / Campus Universitário de Altamira - Faculdade de Geografia / Grupos de Estudo Desenvolvimento e Dinâmicas Territoriais na Amazônia - GEDTAM.

Professor/pesquisador da Faculdade de Geografia no Campus Universitário de Altamira. Possui graduação em Ciências Agrárias pela Universidade Federal do Pará (2001), mestrado em Agriculturas Amazônicas pela Universidade Federal do Pará (2003) e Doutorado (2012) em Desenvolvimento Econômico, Espaço e Meio Ambiente pelo Instituto de Economia da UNICAMP. Tem atuado em temáticas que perpassam a dinamica de Desenvolvimento Econômico, sobretudo, acerca da Amazônia; Territóio; Desenvolvimento; Dinâmicas Agrárias; Dinâmicas urbanas; Relação Rural-Urbano; Gestão dos Recursos Naturais. Atualmente é Diretor da Faculdade de Geografia do Campus Universitário de Altamira e Lider do grupo de estudos Desenvolvimento e Dinâmicas Territoriais na Amazônia.

Darlene Costa da Silva, Universidade Federal do Pará - UFPA

Mestranda da Pós Graduação em Geografia - PPGEO. Graduada em Geografia. Pesquisadora do Grupos de Estudo Desenvolvimento e Dinâmicas Territoriais na Amazônia - GEDTAM.

Josefa da Silva Lima, Universidade Federal do Pará - UFPA

Graduanda em Geografia. Bolsista do Grupos de Estudo Desenvolvimento e Dinâmicas Territoriais na Amazônia - GEDTAM.

Enoque Gomes de Morais, Universidade Federal do Pará - UFPA

Especialista em Educação Ambiental - UNINTER. Graduado em Geografia. Pesquisador do Grupos de Estudo Desenvolvimento e Dinâmicas Territoriais na Amazônia - GEDTAM.

Referências

BRASIL, ELETROBRAS Aproveitamento Hidrelétrico Belo Monte. Relatório de Impacto Ambiental – Rima, 2009.

GONÇALVES, Carlos Walter Porto. Amazônia, Amazônias. 2 ed. 1 reimpressão – São Paulo. Contexto, 2008. 178p.

NASCIMENTO, E.P, DRUMMOND, J.A.(orgs). Amazônia: dinamismo econômico e conservação ambiental. Rio de Janeiro: Garamond,2003.

SANTOS, Milton, 1926-2001. A Natureza do Espaço: Técnica e Tempo, Razão e Emoção / Milton Santos. - 4. ed. 2. reimpr. - São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2006. - (Coleção Milton Santos; 1).

WANDERLEY, Maria de Nazareth B., O camponês: um trabalhador para o capital. Cad. Dif. Tecnol. Brasília: 2(1). Jan/Abr. 1985. 13-78 p.

Downloads

Publicado

2016-05-15

Edição

Seção

IX CBA 1. Sócio biodiversidade e Território.