Analise de agroecossistema: o caso do Sitio Sossego no municipio de Rondon do Pará – PA

Autores

  • Rafael Barros de Souza UNEB-Universidade do Estado da Bahia
  • Giselly Louchard Titan da Silva. UFRA-Universidade Federal Rural da Amazonia.

Resumo

Novas formas e modelos de desenvolvimento rural tem surgido na agricultura familiar pautados em princípios agroecológicos, ocupados em promover a sustentabilidade de agroecossistemas. Esses novos modelos de agricultura com base ecológica precisam ser analisados a fim de se verificar em que medida são sustentáveis e administráveis. Nesse sentido, a pesquisa analisou o agroecossistema da unidade de produção agrícola no Sitio Sossego no Sudoeste do Pará, valendo-se da metodologia de aplicação de diagnóstico rural participativo (DRP). Sendo assim, os resultados alcançados evidencia uma interação entres os subsistemas. Conclui-se, por fim, que embora esse agroecossistema se encontra no meio de grandes propriedades rurais seus princípios, a condução e práticas agrícolas adotadas pela família são importantes determinantes para a sustentabilidade dos mesmos e para agricultura familiar no País.

Biografia do Autor

Rafael Barros de Souza, UNEB-Universidade do Estado da Bahia

Agronomia,Agroecologia

Giselly Louchard Titan da Silva., UFRA-Universidade Federal Rural da Amazonia.

Agronomia,Extensão Rural,Agroecologia

Referências

BRASIL. Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária. Portaria nº 37 e Instrução Especial/Incra/nº 541, de 26 de agosto de 1997. Estabelece o Módulo fiscal para os Municípios constantes da tabela anexa. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 12 set. 1997. Seção 1, p. 19243-19246. Disponível em: <http://www.incra.gov.br/institucionall/legislacao--/atos-internos/instrucoes/file/150-instrucao-especial-n-51-26081997 >. Acesso em: 20 Dez. 2014.

CHAYANOV, A. V. La organización de la unidad económica campesina. Buenos Aires: Nueva Visión, 1974.

PASSOS, H. D. B. Indicadores de sustentabilidade: uma discussão teórico-metodológica aplicada a sistemas agroflorestais no Sul da Bahia. 2008. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente). Programa Regional de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente, PRODEMA/UESC. Ilhéus. 222 p.

PINTO, D. F. P. et al. Análise de agroecossistemas no assentamento rural Monte Alegre, Motuca-SP. Rev. Ciênc. Ext. v.8, n.3, p.250-257, 2012.

Downloads

Publicado

2016-05-15

Edição

Seção

IX CBA 2. Estratégias de Desenvolvimento Socioeconômico.