Perfil dos produtores do programa produção agroecológica integrada e sustentável da região semiárida do Piauí

Autores

  • Cristiane Lopes Carneiro d'Albuquerque Universidade Federal do Piauí
  • Luzineide Fernandes de Carvalho Universidade Federal do Piauí
  • Virgínia Tâmara Muniz Siilva Universidade Federal do Piauí
  • Carlota Joaquina de sousa Rosal Prefeitura Municipal de Teresina

Resumo

O presente estudo objetivou fazer o perfil produtivo das unidades PAIS implantadas no semiárido do PI, a fim de, identificar se os agricultores estão aptos a serem cadastradas como produtores familiares orgânicos vinculados a OCS. O método utilizado foi questionário estruturado, as variáveis avaliadas foram divididas em três eixos: 1. Perfil do agricultor (a) e da agricultura praticada, 2. Manejo de solo e água e 3. Principais hortaliças cultivadas e comercialização. A análise das variáveis permitiu identificar que a maioria das unidades está sob responsabilidade legal de mulheres; a agricultura praticada é agroecologia; o manejo do solo é realizado com adubos alternativos; faz-se cobertura de solo nos canteiros; o manejo de água é realizado adequadamente, não havendo desperdício. Existe um mix de 20 produtos, os mais produzidos são: alface, coentro e cebolinha. A comercialização é individual. Os produtores apresentam perfil desejado para cadastramento como produtor vinculado a OCS.

Biografia do Autor

Cristiane Lopes Carneiro d'Albuquerque, Universidade Federal do Piauí

Professora Ebtt do Colégio Técnico de Teresina, escola vinculada a Universidade Federal do Piauí. engenheira agrônoma, mestre em agronomia pela UFPI e doutora em agronomia pela UNESP/Jaboticabal.

Luzineide Fernandes de Carvalho, Universidade Federal do Piauí

Professora ebtt do colégio Técnico de Teresina, escola vinculada a UFPI, mestra em fitotecnia pela UFPB e doutora em Fitotecnia pela UFV.

Virgínia Tâmara Muniz Siilva, Universidade Federal do Piauí

Professora ebtt do colégio Técnico de Teresina escola vinculada a Universidade Federal do Piauí, graduada em letras/inglês e especialista em língua inglesa pela UESPI.

Carlota Joaquina de sousa Rosal, Prefeitura Municipal de Teresina

Servidora da Prefeitura municipal de Teresina, secretária de desenvolvimento rural, graduada em engenharia agronômica pela UFPI, mestra em melhoramento genético pela UFV e doutora em agronomia pela UNESP/Jaboticabal.

Referências

ALBUQUERQUE, C.L.C.; SILVA, E. S. Tecnologia social PAIS - produção agroecológica integrada sustentável: uma estratégia de promoção do desenvolvimento rural sustentável no semiárido do Piauí. Carta CEPRO, Teresina –PI, v. 25, p. 112-117, 2009.

SERAFIM, M. P., JESUS, V. M. B. de, FARIA, J. Tecnologia Social, agroecologia e agricultura familiar: análises sobre um processo sócio técnico. Segurança Alimentar e Nutricional, Campinas - SP, n. 20(supl), p.169-181, 2013.

Downloads

Publicado

2016-05-15

Edição

Seção

IX CBA 2. Estratégias de Desenvolvimento Socioeconômico.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)