Vida-de-prateleira de extratos de goiabeira e melão-de-São-Caetano

Autores

  • Álisson Queiroz Moura Universidade Estadual da Paraíba
  • Edvânia Abidon da Silva Universidade Estadual da Paraíba
  • Adriana Noberto Pereira Universidade Estadual da Paraíba
  • Élida Barbosa Corrêa Universidade Estadual da Paraíba

Resumo

Resumo O estudo sobre a vida-de-prateleira de extratos vegetais é importante para a determinação de sua viabilidade de utilização no campo. Dentre as doenças que afetam a tangerina na Paraíba, a mancha-de-alternaria tem grande importância, tendo o seu controle por extratos vegetais grande potencialidade. O objetivo do trabalho foi avaliar a eficiência de extratos alcoólicos de folhas de goiabeira e melão-de-São-Caetano armazenados por 60 dias no controle da doença em folhas de tangerina. A avaliação da vida-de-prateleira foi realizada com os extratos na concentração de 15%, em folhas de tangerina ‘Dancy’. Extrato vegetal de folhas de goiabeira armazenado por 60 dias controlou a doença. Conclui-se que o extrato de folhas de folhas de goiabeira pode ser armazenado por 60 dias, mantendo a sua eficiência de controle da mancha de alternária em folhas de tangerina ‘Dancy’. Palavras-chave: Psidium guajava, Momordica charantia, Alternaria alternata f. sp. citri.

Biografia do Autor

Álisson Queiroz Moura, Universidade Estadual da Paraíba

Agroecologia (Fitopatologia)

Edvânia Abidon da Silva, Universidade Estadual da Paraíba

Agroecologia (Fitopatologia)

Adriana Noberto Pereira, Universidade Estadual da Paraíba

Agroecologia (Fitopatologia)

Élida Barbosa Corrêa, Universidade Estadual da Paraíba

Agroecologia (Fitopatologia)

Referências

EMBRAPA – CENTRO NACIONAL DE PESQUISA EM MANDIOCA E FRUTICULTURA. Produção de tangerina em 2009. Disponível em: http://www.cnpmf.embrapa.br/planilhas/Tangerina_Brasil_2009.pdf. Acesso em 22 de março de 2015.

Farmacopéia Brasileira. 5a ed. Brasília: Anvisa; 2010. v.1

LOPES, E.B.; 1, ALBUQUERQUE, I.C.; ARAÚJO, E. Mancha-marrom-de-alternaria: uma grave doença nos pomares de tangerina da Paraíba. Tecnologia & Ciência Agropecuária, v.3, n.3, p.23-27, 2009.

MOURA, A. Q.; SILVA, A.M.F.; BEZERRA, M.C.; ALVES, S. A. F.; SILVA, Y. S.; CORRÊA, E.B. Controle da mancha de alternaria em folhas de tangerina ‘Dancy’ (Citrus tangerina) com extrato vegetal de melão-de-são-caetano (Momordica charantia) e goiabeira (Psidium guajava). In: VI Congresso Brasileiro de Defensivos Naturais, 2013, João Pessoa. VI Congresso Brasileiro de Defensivos Naturais: da prospecção a utilização, 2013. p. 159-159.

MORANDI, M.A.B.; BETTIOL, W.G. Controle biológico de doenças de plantas. In. Bettiol W & Morandi MAB (Eds). Biocontrole de doenças de plantas: usos e perspectivas. Jaguariúna, 2009, p.7-14.

PEEVER, T.L.; SU, G.; CARPENTER-BOGGS, L.; TIMMER, L.W. Molecular systematic of citrus-associated Alternaria spp. Mycologia. v. 96, n.1, p. 119-134, 2004.

SILVA FILHO, A. M. ; ALVES, S. A. F. ; FERRAZ, R. L. S. ; CORREA, E. B. Controle da mancha de alternaria em tangerina Dancy (Citrus tangerina) com extratos vegetais. In: VI Congresso Brasileiro de Defensivos Naturais, 2013, João Pessoa. VI Congresso Brasileiro de Defensivos Naturais: da prospecção a utilização, 2013. p. 158-158.

SPÓSITO, M.B.; JÚNIOR, J.B.; BASSANEZI, R.B.;YAMAMOTO, P.T. Risco marrom. Revista Cultivar Hortaliças e Frutas, abril/maio, n.19, 2003.

Downloads

Publicado

2016-05-16