O Programa de Educação Ambiental e Agricultura Familiar e as Ações de Educação Ambiental no Assentamento Laranjeiras I, Cáceres, Mato Grosso

Autores

  • Danúbia da Silva Leão UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO
  • MEDEIROS Queiroz de Heitor Universidade Católica Dom Bosco
  • Solange Castrillon IKEDA Universidade do Estado de Mato Grosso
  • João Ivo PUHL Universidade do Estado de Mato Grosso
  • José Ricardo Castrillon FERNANDEZ Instituto Federal do Estado do Mato Grosso

Resumo

Este estudo teve como objetivo entender em que medida o Programa de Educação Ambiental e Agricultura Familiar, proposto e articulado pelo Ministério do Meio Ambiente, vem sendo implantado no Assentamento Laranjeiras I, Cáceres/MT. Buscou-se analisar como as ações de Educação Ambiental que vem sendo desenvolvidas com apoio da Universidade do Estado de Mato Grosso e o Ministério do Meio Ambiente, entre outras ações que enquadram-se dentro da proposta pedagógica do PEAAF. Como metodologia utilizou-se estudo de caso e pesquisa-ação-participante. O estudo revela que o PEAAF não é uma política pública implantada diretamente no Assentamento Laranjeiras I, mas de alguma forma seus princípios e metas fazem-se presentes pela execução das atividades realizadas por meio das instituições, entidades e comunidade local.

Biografia do Autor

Danúbia da Silva Leão, UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO

Mestrado em Ciências Ambientais na linha de pesquisa: Educação Ambiental, Saúde e Cidadania pelo Programa de Mestrado em Ciências Ambientais (2012-2014), Cáceres-MT. Graduação em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado de Mato Grosso (2005-2009). Voluntária no Projeto de Recuperação das nascentes e fragmentos de mata ciliar do córrego do Assentamento Laranjeiras I e mobilização dos recursos hídricos no Pantanal Matogrossense. Tem experiência na área de Educação Ambiental e Ensino de Botânica.

MEDEIROS Queiroz de Heitor, Universidade Católica Dom Bosco

Doutorado em Ciências - Ecologia e Recursos Naturais, pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) 2006. Mestrado em Ciência Ambiental, pela Universidade de São Paulo (USP) 1999. Cursou o Mestrado em Geociências na Universidade de Campinas (UNICAMP) 1994-1996 (Não concluído). Graduação em História pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e Faculdades Católica de Mato Grosso (FUCMAT) 1983. Atualmente é Professor na Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), sendo coordenador do Programa de Pós-Graduação em Educação (Mestrado e Doutorado) atuando na Linha de Pesquisa em Diversidade Cultural e Educação Indígena.

Solange Castrillon IKEDA, Universidade do Estado de Mato Grosso

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado de Mato Grosso (1995) e mestrado em Biologia (Ecologia) pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (2000). Fez doutorado pela Universidade Federal de São Carlos em Ecologia e Recursos Naturais (2010). Atualmente é professora adjunto da Universidade do Estado de Mato Grosso. Tem experiência na área de Ecologia, com ênfase em Ecologia de Ecossistemas e comunidades vegetais, atuando principalmente nos seguintes temas:ecologia, restauração ecológica, fragmentação e vegetação do pantanal. Atua nas discussões relacionadas as políticas ambientais.

João Ivo PUHL, Universidade do Estado de Mato Grosso

Possui graduação em Licencitura Curta Estudos Sociais pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras Dom Bosco (1977), graduação em Teologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1981), graduação em História pela Universidade do Estado de Mato Grosso (1996), mestrado em História pela Universidade Federal de Mato Grosso (2003) e doutorado em História pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2011). Atualmente é professor adjunto da Universidade do Estado de Mato Grosso. Tem experiência na área de História, com ênfase em História Latino-Americana, atuando principalmente nos seguintes temas: história, fronteira, cultura chiquitana, terra e comunidades.

José Ricardo Castrillon FERNANDEZ, Instituto Federal do Estado do Mato Grosso

Possui graduação em Licenciatura no Setor de Técnicas Agropecuárias pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (1993), graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Mato Grosso (1990), mestrado em Agricultura Tropical pela Universidade Federal de Mato Grosso (2002), Doutorado em Ecologia e Recursos Naturais pela Universidade Federal de São Carlos (2010). Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Agronomia

Referências

BALDIN, N.; MUNHOZ, E. M. B. Educação ambiental comunitária: uma experiência com a técnica de pesquisa Snowball (Bola de Neve). Rev. eletrônica Mestr. Educ. Ambient. ISSN 1517-1256, v. 27, jul- a dez, 2011.

BRASIL. Programa de Educação Ambiental e Agricultura Familiar-PEAAF. Ministério do Meio Ambiente. Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental. Departamento de Educação Ambiental. Brasília – DF, 2012.

______. Ministério do Meio Ambiente. Portaria n. 169, de 23 de maio de 2012. GABINETE DA MINISTRA. Brasília, DF, 2012.

______. Relatório oficina educação ambiental e agricultura familiar no território chapada dos veadeiros. DEA/SAIC/MMA. Hotel Fazenda Veredas, Cavalcante, GO, 2012.

IKEDA-CASTRILLON, S. K. Projeto: Recuperação das nascentes e fragmentos de mata ciliar do córrego do Assentamento Laranjeiras I e mobilização para conservação dos recursos hídricos no Pantanal Mato-grossense. Projeto Laranjeiras n. Convênio 07801/2011-MMA (Ministério do Meio Ambiente), Cáceres, MT, Relatório I, set. 2012.

LÜDKE, M; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. In: GARNICA, A. V. M. Algumas notas sobre pesquisa qualitativa e fenomenologia. Interface-Cominc, Saúde e Educ. UNESP, SP. ago., 1986.

MANFTINATE, R.; SATO, M.; BELÉM, I. O teatro como forma de atuação da educação ambiental para a emancipação política no quilombo de Mata Cavalo. Olhar de professor, Ponta Grossa, RS, 14(2): 337-350, 2011. Disponível em: <http://www.revistas2.uepg.br/index.php/olhardeprofessor>. Acesso em: 03 mar. 2014.

YIN, R. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2. ed. Porto Alegre: Bookman. 2001.

REIS, M, F, de C, T. Pesquisa-ação em educação ambiental. Pesquisa em Educação Ambiental, v. 3, n. 1 – p. 155-169, 2008.

Downloads

Publicado

2016-05-16

Edição

Seção

IX CBA 6. Políticas Públicas.