Qualidade microbiológica na cadeia produtiva de alface (Lactuca sativa) sob cultivo orgânico e convencional submetido a diferentes compostagens

Autores

  • Ana Luiza Pontes Carvalho Universidade Federal de São João Del Rei http://orcid.org/0000-0001-6066-0914
  • Ana Cecilia Moreira Campos UFSJ
  • Crystopher Sympson Thomaz Forestieri UFSJ
  • Adenilson Freitas
  • Andreia Marçal Silva UFSJ

Resumo

Diferentes tipos de cultivo têm sido utilizados na produção de hortaliças, mas questionamentos têm surgido devido aos possíveis riscos de contaminação. O objetivo do trabalho foi avaliar a qualidade higiênico-sanitária de alface crespa sob os cultivos orgânico e convencional, submetidos a diferentes compostagens. Foram coletadas amostras de alface, além de solo, água de abastecimento e irrigação, adubo/composto, manipulador e caixa de transporte. Houve contaminação por E.coli e mesófilos, e ausência de Salmonella, exceto para duas amostras. De acordo com os resultados, o modo de produção, convencional ou orgânico, e as compostagens utilizadas, não interferem preponderantemente na qualidade das hortaliças.

Biografia do Autor

Ana Luiza Pontes Carvalho, Universidade Federal de São João Del Rei

Engenharia de Alimentos-UFSJ

Andreia Marçal Silva, UFSJ

DEALI

Referências

ABREU, I.M.O; JUNQUEIRA, A.M.R; PEIXOTO, J.R.;et al. Qualidade microbiológica e produtividade de alface sob adubação química e orgânica. Ciência e Tecnologia de Alimentos. v.30, Supl.1, p. 108-118, 2010.

ANDRADE, N.J. Higiene na indústria de alimentos: avaliação e controle da adesão e formação de biofilmes bacterianos. São Paulo: Varela, 2008. 412p.

AMERICAN PUBLIC HEALTH ASSOCIATION (APHA). Compendium of methods for the microbiological examination of foods. 2nd ed. Washington, DC, 2001. 914 p.

BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC n. 12, de 02 de janeiro de 2001. Aprova o Regulamento Técnico sobre padrões microbiológicos para alimentos. Brasília: Ministério da Saúde, 2001. Disponível em: http://portal2.saude.gov.br/saudelegis/leg_norma_pesq_consulta.cfm Acesso em 10 de dezembro de 2014.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nº 2914, de 12 de dezembro de 2011. Dispõe sobre os procedimentos de controle e de vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade. Brasília: Ministério da Saúde, 2011. Disponível em: < http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2011/prt2914_1 Acesso em 10 de dezembro de 2014

COSTA, E.A.; FIGUEIREDO, E.A.T.; CHAVES, C.S. et al. Avaliação microbiológica de alfaces (Lactuca sativa L.) convencionais e orgânicas e a eficiência de dois processos de higienização. Alimentos e Nutrição Araraquara, v.23, n. 3, p. 387-392, 2012.

FRANCO, B.D.G.M.; LANDGRAF, M. Microbiologia dos Alimentos. São Paulo,SP: 2008.

LEAL, M. A. A.; GUERRA, J. G. M.; PEIXOTO, R. T. G.; et al. Utilização de compostos orgânicos como substratos na produção de mudas de hortaliças. Horticultura Brasileira, v.25, p.392-395, 2007.

LEIFERT, C.; BALL, K.; VOLAKAKIS, N.; et al. Control of enteric pathogens in ready to eat vegetable crops in organic and “low input” production systems: a HACCPbased approach. Journal of Applied Microbiology, p. 1-20. The Society for Applied Microbiology, 2008. ISSN 1364-5072. Disponível em http://www3.interscience.wiley.com/cgi-bin/fulltext/120125063/PDFSTART? CRETRY=1&SRETRY=0 Acesso em 10 de dezembro de 2014.

OLIVEIRA, A.B.A.; RITTER, A.C.; TONDO, E.C. et al. Comparison of Different Washing and Disinfection Protocols Used by Food Services in Southern Brazil for Lettuce (Lactuca sativa). Food and Nutrition Sciences, v. 3, p. 28-33, 2012. Disponível em: < http://dx.doi.org/10.4236/fns.2012.31006> Acesso em 10 de dezembro de 2014

Downloads

Publicado

2016-05-16