Implementação de horta urbana em alojamento universitário: sustentabilidade e formação para a cidadania

Autores

  • Gabriel Rezende Marques Universidade Federal de Viçosa-MG-Brasil
  • Maria Regina de Miranda Souza Pesquisadora EPAMIG - Zona da Mata
  • Leo Rinaldo de Arantes Lazzerini Junior Universidade Federal de Viçosa
  • Cláudia Lúcia de Oliveira Pinto EPAMIG - Unidade Regional da Zona da Mata - Viçosa- MG - Funcionária-pesquisadora

Resumo

A prática de conhecimentos agroecológicos aplicados por meio da agricultura urbana contribui para a melhoria de qualidade de vida e contribui para a formação cidadã dos indivíduos envolvidos. O trabalho exposto surgiu pela necessidade de solucionar a questão da destinação de resíduos domésticos, e, de forma associada, a dificuldade de suprimento em alimentos aos usuários dos serviços de moradia e alimentação, a qual nos finais de semana é restrita ao café da manhã e almoço. Objetivou-se descrever e avaliar a implementação e adoção de horta urbana por estudantes em vulnerabilidade socioeconômica residentes do alojamento da Universidade Federal de Viçosa, Viçosa-MG e como a experiência influenciou na qualidade de vida, formação cidadã, percepção e interesse sobre agroecologia. Constatou-se que o uso da agricultura urbana sob uma perspectiva agroecológica é uma alternativa para melhoria da qualidade de vida em moradias e para ampliar o conhecimento agroecológico.

Biografia do Autor

Gabriel Rezende Marques, Universidade Federal de Viçosa-MG-Brasil

Estudante de Engenharia Agrônoma, Membro da equipe Coordenadora da Ação Coletiva DCE2014/2015. Bolsista da EPAMIG- Unidade Regional Zona da Mata

Maria Regina de Miranda Souza, Pesquisadora EPAMIG - Zona da Mata

Pesquisadora na área de desenvolvimento local e plantas tradicionais e agroecologia.

Leo Rinaldo de Arantes Lazzerini Junior, Universidade Federal de Viçosa

Estudante de Geografia da UFV, membro da equipe de coordenação do DCE - UFV

Cláudia Lúcia de Oliveira Pinto, EPAMIG - Unidade Regional da Zona da Mata - Viçosa- MG - Funcionária-pesquisadora

Dra. em Microbiologia de Alimentos - Pesquisadora na área de controle microbiológico.

Referências

CAMPOS, Gastão Wagner de Sousa. A mediação entre conhecimento e práticas sociais: a racionalidade da tecnologia leve, da práxis e da arte. Ciência & Saúde Coletiva, v. 6, n. 17, p. 3033-3040, 2011.

LOUREIRO, CARLOS FREDERICO BERNARDO. COMPLEXIDADE E DIALÉTICA: Contribuições à práxis política e emancipatória em educação ambiental – Educação e Sociedade, Campinas, v. 26, n. 93, p. 1473-1494, 2005.

TRIVINOS, Augusto Nibaldo Silva. Introdução à Pesquisa em Ciências Sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1995

Downloads

Publicado

2016-05-16

Edição

Seção

IX CBA 5. Construção do Conhecimento Agroecológico