Sistemas agroflorestais e agricultura tradicional promovendo a qualidade do solo na Mata Atlântica

Autores

  • Patricia Dias Tavares UFRRJ
  • Cristiane Figueira Silva Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • Marcos Gervásio Pereira Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • Vanessa Freo Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • Eliane Maria Ribeiro Silva Embrapa Agrobiologia

Resumo

Sistemas agroflorestais (SAF's) podem auxiliar na mediação de conflitos quanto ao uso do solo por comunidades tradicionais dentro e no entorno de unidades de conservação. O objetivo desse estudo foi avaliar a contribuição dos SAFs (SAF1 e SAF2) na promoção de melhorias nos atributos químicos do solo, comparando com mata nativa (Mata) e área de prática agrícola tradicional (AT) no município de Paraty – RJ. O estudo foi realizado no Quilombo do Campinho da Independência, localizado no distrito de Paraty-Mirim. A avaliação foi realizada em duas épocas do ano, seca e chuvosa. Foram analisados os atributos pH em água, cálcio (Ca+2), magnésio (Mg+2), fósforo (P), potássio (K+) e o carbono orgânico total (COT). O solo das áreas estudadas é considerado ácido de acordo com os valores de pH, porém os valores dos demais nutrientes e o elevado teor de carbono orgânico total indicam que o manejo adotado nas áreas de SAFs e AT estão mantendo essas características próximas ao proporcionado pela Mata.

Biografia do Autor

Patricia Dias Tavares, UFRRJ

Possui graduação em engenharia florestal pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (2009) e mestrado em Agronomia (Ciências do Solo) pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (2014), atualmente é doutorando do programa de pós graduação em Ciências Ambientais e Florestais da UFRRJ. Tem experiência na área de Recursos Florestais e Engenharia Florestal, com ênfase em Agroecologia, atuando principalmente nos seguintes temas: agroecologia, agricultura familiar, planejamento participativo, sistemas agroflorestais e Ecologia de paisagens agrícolas.

Referências

BAILEY, B. J. R. Tables of the Bonferroni “t” statistic. Journal of the American Statistical Association, v.72, p.469-478, 1977.

BARRETO, A.C.; FREIRE, M. B. G. S.; NACIF, P. G. S.; ARAÚJO, Q. R.; FREIRE, F. J.; INÁCIO, E.S.B. Fracionamento químico e físico do carbono orgânico total em um solo de mata submetido a diferentes usos. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 32, p.1471-1478, 2008.

EMBRAPA- Centro Nacional de Pesquisa Agropecuária de Solos (Rio de Janeiro). Manual de Métodos de análise de solo. 2a ed. ver. atual. Rio de Janeiro, 1997, 212p.

FREIRE, L. R.; CAMPOS, D. V. B.; ANJOS, L. H. C.; PEREIRA, M. G.; BLOISE, R. M.; MOREIRA, G. N. C.; EIRA, P. A. Análise química de amostras de terra. In. FREIRE, L. R.; BALIEIRO, F. C.; ZONTA, E.; AMJOS. L. H. C.; PEREIRA, M. G.; LIMA, E.; GUERRA, J. M. G.; FERREIRA, M. B. C.; LEAL, M. A. A.; CAMPOS, D. V. B.; POLIDORO, J. C. Manual de calagem e adubação do estado do Rio de Janeiro. Editora Universidade Rural, Seropédica - RJ, p. 87 - 105, 2013.

IWATA, B. F.; LEITE, L. F. C.; ARAÚJO, A. S. F.; NUNES, L. A. P. L.; GEHRING, C.; CAMPOS, L.P. Sistemas agroflorestais e seus efeitos sobre os atributos químicos em Argissolo Vermelho-Amarelo do Cerrado piauiense. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v.16, n.7, p.730–738, 2012.

MEURER, E.J. Fundamentos de química do solo. Porto Alegre: EVANGRAF, 2006. 285p.

Downloads

Publicado

2016-05-15

Edição

Seção

IX CBA 3. Sistemas de Produção Agroecológica.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>