Uma Estudo Sobre a Percepção Dos Agricultores-Pescadores Em Relação Aos Impactos Do Turismo No Uso Dos Bens Comuns e da Biodiversidade do Pantanal Matogrossense, Brasil

Autores

  • Janice Rodrigues Placeres Borges PPGADR/UFSCAR
  • André Lauand Ribeiro PPGADR/ UFSCAR

Resumo

Este trabalho teve por objetivo realizar um estudo sobre a percepção dos agricultores-pescadores tradicionais do município de Barão de Melgaço (MT) sobre os impactos positivos e negativos causados pelo turismo nos bens comuns e na biodiversidadedo Pantanal do Cuiabá-São Lourenço-Itiquira, uns dos sub-pantanais matogrossenses e Patrimônio da Humanidade. Para tanto, foi realizado um levantamento bibliográfico sobre atividades turísticas no Pantanal e seus impactos e confrantada com os dados de pesquisa de campo que, entre outros, levantou dados primários sobre os impactos do turismo em três comunidades, que interagem de forma diferenciada com a natureza local. Esta reflexão coloca em perspectiva o turismo predatório e o turismo ecológico no uso comum das águas por residentes e turistas. Fica claro que a qualidade do uso de um bem comum ao longo do tempo pode ser mensurada pelos próprios moradores dessas comunidades e que as mudanças advindas do turismo dependem principalmente da qualidade do turismo e de seu planejamento.

Biografia do Autor

Janice Rodrigues Placeres Borges, PPGADR/UFSCAR

DEPTO DE SOCIOECONOMIA RURAL CCA/UFSCAR

André Lauand Ribeiro, PPGADR/ UFSCAR

PPGADR/UFSCAR

Referências

BORGES, J. R. P. Um Estudo Da Percepção De Justiça E Equidade, Em Aproveitamentos Hídricos, De Grupos Sociais do Pantanal Matogrossense - o caso da hidrovia Paraguai-Paraná. 2002. 192 f. Tese (Doutorado). Escola de Engenharia de São Carlos - Universidade de São Paulo. São Carlos, 2002.

BOYER, M. História do turismo de massa. Bauru, SP: EDUSC, 2003.

KRIPPENDORF, J. Sociologia do Turismo. Para uma nova compreensão do lazer e das

viagens. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1989.

PAULO, C. M. Dinâmica Territorial no Pantanal Brasileiro: impactos do turismo e propostas de planejamento. 2011. 182 p. Dissertação (Mestrado - Programa de Pós-Graduação em Ciência Ambiental) - Universidade de São Paulo. São Paulo, 2011.

RUSCHMANN, D. M. Impactos Ambientais do Turismo Ecológico no Brasil. Turismo em Análise. São Paulo, v. 4, n. 1, 97 p. , 1993.

Downloads

Publicado

2016-05-17

Edição

Seção

IX CBA 8. Biodiversidade e Bens Comuns.