Repensando processos de transição agroecológica: o diferencial amazônico

Autores

  • Tatiana Deane de Abreu Sá Embrapa Amazônia Oriental

Resumo

As peculiaridades da Amazônia quanto a aspectos biofísicos, geopolíticos, socioeconômicos, socioambientais e culturais e as intensas modificações por que vem passando, aumentando a diversidade de sua realidade, requerem que a agroecologia ali praticada reflita esse contexto, para melhor contribuir à sua resiliência socioambiental face aos desafios a ela impostos. Este artigo expressa uma reflexão sobre em que medida as formas mais reconhecidas de processos de transição agroecológica se aplicam à realidade amazônica e que outras estratégias de transição produtiva e organizacional se fazem necessárias para as múltiplas realidades amazônicas, considerando as dimensões da agroecologia. A análise aponta que a adequada consideração de processos de transição agroecológica envolvendo atividades relevantes aos agricultores da região, como as relacionadas ao manejo florestal, à produção animal e à pesca, ampliariam as possibilidades de contribuição e acesso a políticas públicas.

Biografia do Autor

Tatiana Deane de Abreu Sá, Embrapa Amazônia Oriental

Agroecologia

Referências

ALMEIDA, O. T. de (Org.) Manejo da pesca na Amazônia. São Paulo, Peirópolis, 2016.

BRONDIZIO, E. S. A microcosm of the anthropocene: socioecological complexity and social theory in the Amazon. RFIEA. Paris. 2013. Disponível em: http://rfiea.fr/articles/microcosm-anthropocene-socioecological-complexity-and-social-theory-amazon. Acesso em: 29 de abril de 2015.

CALLE COLLADO, A.; VARA SÁNCHEZ, I.; CUELLAR PADILLA, M. La transición social agrecológica. In: CUELLAR, M.; CALLE, A. GALLAR, D. (eds.) Procesos hacia la soberanía alimentaria- perspectivas y prácticas desde la agroecología política. Icaria, Barcelona, 2012.

COSTA, F. de A. Administrador secular da biodiversidade: sobre a formação e contemporaneidade econômico - cultural de um campesinato amazônico. In: M. A. MALCHER, J. MARQUES, L. R. N. de PAULA (org.)História, comunicação, biodiversidade na Amazônia. p. 43-65, Acquarello, São Paulo. 2012.

DUMONT, B. Livestock production, a world neglected by agroecology. INRA News Posts, 2013. Disponível em: http://www.inra.fr/en/Partners-and-Agribusiness/Results-Innovations-Transfer/All-the-news/Agroecologie Acesso em 29 de abril de 2015.

GLIESSMAN, S. R., ROSADO-MAY, F. JGUADARRAMA-ZUGASTI, C., JEDLICKA, J.; COHEN, A., MENDÉZ, V. E.; COHEN, R. ;TRUJILLO, L., BACON, C.; JAFFE, R. Agrocología: promoviendo una transición hacia la sostenibilidad. Ecosistemas, v. 16, n.1, p. 13-23, 2007.

KANASHIRO, M. O manejo florestal e a promoção da gestão dos recursos florestais em áreas de uso comunitário e familiar na Amazônia. Cadernos de Ciência & Tecnologia, v. 31, n. 2, p. 421-427. 2014.

PIRAUX, M.; SILVEIRA, L.; DINIZ, P.; DIEGUES, G. La transicion agroecologique comme une innovacion socio-territoriale. Montpllier, ISDA, 2010.

PORRO, R.; PORRO, N. S. M.; MENEZES, M. C.; BARTHOLDSON, O. Collective action and Forest management: institutional challenges for the environmental agrarian reform in Anapu, Brazilian Amazon. International Forestry Review, v. 17, s. 1, p. 20-37., 2015.

SÁ, T, D, de A. S. Agricultura sustentável na Amazônia: da ficção à realidade, contribuindo ao novo modelo de desenvolvimento para a Amazônia. University of Chicago, Conference Environmental Policies, Social Movements, and Science for the Brazilian Amazon. 2009. Disponível em: http://clas.uchicago.edu/sites/clas.uchicago.edu/files/uploads/Tatiana%20Sa.pdf. Acesso em 29 de abril de 2015.

SÁ, T. D. de A.; SILVA, R. O. da. Para além do transdisciplinar: agroecologia como uma perspectiva transdisciplinar para a agricultura na Amazônia. In: Guimarães, I. C., Toledo, P. M. de, Santos Jr, R. A. Oliveira (orgs.) Ambiente e sociedade na Amazônia. uma abordagem interdisciplinar. Rio de Janeiro: Garamond, p. 379-408, 2014.

SÁ, T. D. de A.; KATO, O. R.; CARVALHO, C. J. R. de; FIGUEIREDO, R. de O. Queimar ou não queimar? De como produzir na Amazônia sem queimar. Revista USP, n. 72, p. 90-97, 2007.

SÁNCHEZ-BOTERO, J. I.; GARCEZ, D. S., VIDAL; M. D. Co-management of fishery resources in the floodplain communities of the middle an lower Amazon river, Brazil. UAKARI, v. 6., n. 2, p. 45-55, 2010.

SEVILLA GUZMÁN, E. El despliegue de la sociología agraria hacia la Agroecología. Cuaderno Interdisciplinar de Desarrollo Sostenible, v. 10, Fundación Cajamar, p. 85-109. abr. 2013. www.cuides.com<http://www.cuides. com

SHIMIZU, M. K.; KATO, O. R.; FIGUEIREDO, R. de O.; VASCOCELOS, S. S.; SÁ, T. D, de A,; BORGESM A. C. M. R. Agriculture without burning: restoration of altered areas with chop-and-mulch sequential agroforestry systems in the Amazon region. Research Journal of Agricultural Science, v. 13, n. 12, p. 415-422, 2014. Disponível em: http://www.researchgate.net/publication/269927894_Agriculture_without_burning_restoration_of_altered_areas_with_chop-and mulch_sequential_agroforestry_systems_in_the_Amazon_region. Acesso em: 29 de abril de 2015.

SILVA, R. S.; CORRÊA, C. F. C. Características da pecuária leiteira em assentamentos do nordeste paraense e possibilidades à transição agroecológica. Cadernos de Agroecologia, v. 8, n. 2, 2013.

SILVA, W. T. L. da Saneamento básico. Embrapa, Brasília, 2014.

VIDAL, C. Y.; FAGUNDES, I. C.; NAVE, A. G.; BRANCALION, P. H. S.; GANDOLFI, S.; RODRIGUES, R. R. Adequação ambiental de propriedades rurais e restauração florestal: 14 anos de experiência e novas perspectivas. In: SAMBUICHI, R. H. S.; SILVA, A. P. M. DA; OLIVEIRA, M. A. C. de; SAVIAN, M. (Orgs..) Políticas agroambientais e sustentabilidade- desafios, oportunidades e lições aprendidas. IPEA, p. 125-148, 2014.

VIEIRA, I. C. M.; SANTOS JUNIOR; R. A. O.; TOLEDO, P. M. de Dinâmicas produtivas , transformações no uso da terra e sustentabilidade na Amazônia. In: GUIMARÃES, P. F.; AGUIAR, R. A. de; LASTRES, H. M. M.; SILVA, M. M. da (Orgs.) Um olhar territorial para o desenvolvimento da Amazônia. Rio de Janeiro, BNDES, p. 370-395, 2014.

Downloads

Publicado

2016-05-16

Edição

Seção

IX CBA 5. Construção do Conhecimento Agroecológico