Uso múltiplo de espécies florestais em áreas de recuperação na Zona da Mata Rondoniense

Autores

  • Emanuel Maia Departamento de Eng. Florestal, Universidade Federal de Rondônia http://orcid.org/0000-0002-5493-2183
  • Ana Paula Dalazen Departamento de Eng. Florestal, Universidade Federal de Rondônia
  • Scheila Cristina Biazatti Departamento de Eng. Florestal, Universidade Federal de Rondônia
  • Marcelo Lucian Ferronato Mestrado em Ciências Ambientais, Universidade Federal de Rondônia
  • Anna Frida Hatsue Modro Departamento de Eng. Florestal, Universidade Federal de Rondônia

Resumo

Objetivou-se conhecer o potencial de múltiplos usos das espécies florestais utilizadas em recuperação de áreas degradadas na Zona da Mata Rondoniense entre 2013 e 2015. A maioria das espécies (91,9%) apresentou potencial para uso múltiplo sendo indicadas para fins madeireiro, apícola, alimentação animal e humana, medicinal, ornamental, oleaginosa, artesanal, sementes, cosmético, extração de resina e fixação biológica de nitrogênio, apresentando uma maior opção exploratória para o agricultor familiar proporcionando-lhes uma fonte de renda alternativa com menor dano ambiental.

Referências

BARBOSA, L. M. Recuperação florestal de áreas degradadas no Estado de São Paulo: histórico, situação atual e projeções. Manual para recuperação de áreas degradas do Estado de São Paulo: matas ciliares do interior paulista. Guaratinguetá – SP. 2006.

DINIZ, R. F.; TUBALDINI, M. A. S. Manejos agroecológicos e o uso da biodiversidade local na recuperação de áreas degradadas em territórios quilombolas de Minas Novas e Chapada do Norte, Vale do Jequitinhonha-MG. Simpósio internacional sobre saberes tradicionais, biodiversidade, biotecnologia e dinâmicas territoriais. Goiânia – GO. 2010.

ECOPORÉ - AÇÃO ECOLÓGICA GUAPORÉ. Histórico. 2014a. Disponível em: <http://ecopore.org.br/historico/>. Acesso em: 15 mar. 2015.

ECOPORÉ - AÇÃO ECOLÓGICA GUAPORÉ. Projeto, o que é. 2014b. Disponível em: <http://www.viveirocidadao.org.br/oquee.php>. Acesso em: 15 mar. 2015.

FEARNSIDE, P. M. Desmatamento na Amazônia brasileira: história, índices e consequências. Megadiversidade, v.1, n.1. p 113-123. 2005.

Downloads

Publicado

2016-05-17

Edição

Seção

IX CBA 8. Biodiversidade e Bens Comuns.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)