Diagnóstico espacial dos agricultores orgânicos certificados na área de atuação do CVT-MG Guayi

Autores

  • Heliene Macedo Araujo Bolsista Extensão CNPq-Universidade Federal de São João Del Rei
  • Pedro Arthur Azevedo Silva UFSJ/Discente
  • André Hirsch UFSJ/Docente
  • Leila de Castro Louback Ferraz UFSJ/docente

Resumo

A intenção deste trabalho é diagnosticar a distribuição geográfica dos agricultores de produção orgânica certificados na área de atuação do projeto CVT - MG/Guayi. Utilizou-se a base de dados do Ministério de Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA) constantes no Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos, atualizado no mês de março de 2015. Para tal, foi elaborado um mapa através da base cartográfica do Estado de Minas Gerais disponibilizado pelo IBGE (2010), e usando o programa livre Quantum GIS. A análise espacial mostra que apenas cinco municípios, dos 33 que compreendem a área de atuação do projeto, possuem agricultores com certificação, representando 18% do total. Observou-se, que a participação em termos de produtores orgânicos que obtêm a certificação, também, é pequena. Para compensar este déficit, serão adotadas diversas estratégias nas ações executadas pelos pesquisadores e extensionistas do CVT / MG-Guayi no intuito de fomentar a expansão da agricultura orgânica e a agroecologia na região de atuação do Projeto, tais como cursos, encontros, palestras, tais como, a 8ª Semana de Integração tecnologica (SIT).

Biografia do Autor

Heliene Macedo Araujo, Bolsista Extensão CNPq-Universidade Federal de São João Del Rei

Engenheira Florestal (UFLA,2014), mestranda em agroecologia e desenvolvimento rural (UFSCAR, 2015)

Referências

ARAÚJO, S.F.D; PAIVA, D.S.M; FILGUEIRA, M.J. 2007. Orgânicos: expansão de mercado e certificação. Holos, 23(3).

BARBOSA, F.W.; SOUSA, P.E. 2012. Agricultura Orgânica no Brasil: características e desafios. Revista Economia & Tecnologia (RET), 8(4): 67-74.

BRANCHER, P.C. 2015. Importância da Certificação na Definição dos Preços de Produtos Orgânicos Praticados na Região Metropolitana de Curitiba. Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural www.sober.org.br/palestra/12/01O034.pdf acessado em 25.04.2015.

GRAZIANO, O. G, PIZZINATTO, N. K; GIULIANI C.A; FARAH, E. O; NETO, S. M.. 2006. A Certificação de Produtores Orgânicos no Brasil: um estudo exploratório. Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural. 2006. 17p.

MAPA, Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos http://www.agricultura.gov.br/desenvolvimentosustentavel/organicos/regularizacao-producao-organica, acessados em 25.04.15.

IBGE. 2012. Censo Agropecuário 2006. Brasil, Grandes Regiões e Unidades da Federação. 774p.

MOOZ, E.D.; SILVA, M.V. 2014. Alimentos Orgânicos. Nutrire: Rev. Soc. Bras. Alim. Nutr. = J. Brazilian Soc. Food Nutr., 39(1):99-112.

Downloads

Publicado

2016-05-15

Edição

Seção

IX CBA 2. Estratégias de Desenvolvimento Socioeconômico.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)