As contribuições da Marcha das Margaridas para o avanço da pauta agroecológica no Brasil

Autores

  • LIVIA MARIA KALIL Paris III Sorbonne Nouvelle (IHEAL) / Universidade de Brasília
  • CAROLINA ALVES MARRA Universidade de Brasília / Ministério do Desenvolvimento Agrário

Resumo

Diversos movimentos sociais afloraram no campo brasileiro a partir dos anos 1970. Gradualmente, esses movimentos foram incorporando a questão de gênero às suas reivindicações e incluíram em seus debates temas como direito das mulheres e igualdade de gênero. Assim surgiu, no início dos anos 2000, a Marcha das Margaridas, movimento feminista do campo, formativo, de denúncia e pressão. A pauta deste movimento é extremamente diversa, e nas suas últimas edições veio demandando um desenvolvimento rural sustentável e inclusivo, aderindo à sua pauta a questão da agroecologia. Assim, este artigo busca analisar a contribuição da Marcha ao processo de introdução e reforço da agroecologia na agenda política brasileira. A metodologia utilizada associou análise das pautas e cadernos do movimento, assim como a análise de documentos e declarações governamentais. O que se pode concluir foi que a Marcha teve e continua tendo um papel importante na difusão e institucionalização da agroecologia no país.

Biografia do Autor

LIVIA MARIA KALIL, Paris III Sorbonne Nouvelle (IHEAL) / Universidade de Brasília

Estudante de mestrado no Instituto de Estudos Avançados da América Latina (IHEAL) da Universidade Paris 3 - Sorbonne Nouvelle, atualmente em intercâmbio na Universidade de Brasília (UnB).

CAROLINA ALVES MARRA, Universidade de Brasília / Ministério do Desenvolvimento Agrário

Estudante do curso de pós-graduação em Gestão de Políticas Públicas em Gênero e Raça da Universidade de Brasília (UnB). Analista Técnica de Políticas Sociais na Diretoria de Políticas para Mulheres Rurais e Quilombolas do Ministério do Desenvolvimento Agrário (DPMRQ/MDA).

Referências

CADERNO de Respostas do Governo da Marcha das Margaridas 2011. Blog do Planalto, 18 de Agosto de 2011. Disponível em: <http://blog.planalto.gov.br/wp-content/uploads/2011/08/PLANILHA_MARCHA-DAS-MARGARIDAS_RESPOSTAS_16-08_FINAL_revisado_Ascom-SG_18-08.pdf> Acesso em: 03 de abril de 2015.

TRANSFORMATÓRIO das Margaridas: observar para transformar. O que é a Marcha das Margaridas. Observatório Marcha das Margaridas. Disponível em: <http://transformatoriomargaridas.org.br/?page_id=139>. Acesso em: 03 de abril de 2015.

Downloads

Publicado

2016-05-16

Edição

Seção

IX CBA 4. Gênero e Agroecologia.