Aumento da produtividade e da qualidade das raízes de ariá (Calathea allouia (Aubl.) Lindl.) cultivado em pneus

Autores

  • Domingos Rodrigues Barros Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas
  • Eleano Rodrigues Silva Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas
  • Valdely Ferreira Kinupp Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas
  • Sonia Sena Alfaia Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
  • Marta Iria da Costa Ayres Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
  • Artur Bicelli Coimbra Na Floresta

Resumo

A segurança alimentar global deve continuar ameaçada e produzir alimentos com qualidade e em quantidade é uma das grandes preocupações da humanidade. No cultivo de ariá, realizado na região de Manaus – AM, utilizaram-se pneus, empilhados de dois em dois e enfileirados lado a lado, formando fileiras duplas, no espaçamento de 1mx1mx2m, em pleno sol. Encheu-se os pneus com substratos (terra vegetal + 20 litros de composto orgânico) e, a cada mês, aplicaram-se calda sulfocálcica a 1% e, a cada 2 meses, 100ml de fertiprotetores por planta durante 6 meses. Avaliaram-se: colheita – facilidade x tempo e perda de raízes; produtividade; qualidade das raízes. Aos 11 meses após plantio, realizou-se a colheita para as referidas avaliações. Os resultados mostraram que o tempo médio de colheita por cova foi reduzido em 75%; o esforço físico foi muito menor; a perda de raízes chegou a 0% e a produtividade média foi de 1,839kg por cova. As raízes, mesmo imaturas, apresentaram tamanho acima de 10cm.

Biografia do Autor

Domingos Rodrigues Barros, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas

Departamento de Produção

Eleano Rodrigues Silva, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas

Departamento de Produção

Valdely Ferreira Kinupp, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas

Curador do Herbário EAFM / Pesquisador

Sonia Sena Alfaia, Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia

Pesquisadora / Agronomia

Marta Iria da Costa Ayres, Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia

Bolsista / Pesquisadora

Artur Bicelli Coimbra, Na Floresta

Sócio Proprietário / Pesquisador

Referências

BARROS, D. R.; SILVA, R. S.; KINUPP, V. F.; ALFAIA, S. S.; AYRES, M. I. C. Cultivo de cocurito (Calathea allouia (Aubl.) Lindl.) em neumáticos: ornamentación y produccion de alimentos. 1er Congreso Venezolano de Agroecología. Universidad Bolivariana de Venezuela. Punto Fijo – Falcón. Venezuela. 2014.

BARROS, I.; MARTINS, C. R.; CINTRA, F. L. D. Intensificação ecológica da agricultura é uma opção para a preservação ambiental com lucratividade. Aracaju – SE. Agrosoft Brasil em 16/04/2012. Disponível em www.agrosoft.org.br/agropag/221360.htm. Acesso 18/04/2012.

BRIDGEMOHAN, Puran. Agro-economic assessment Leren (Calathea allouia (Aubl.) Lindl) production in Trinidad and Tobago. Bio-sciences, Agriculture, and Food Technology, the University of the Trinidad and Tobago. Waterloo Research Center, Carapichaima – Trinidad & Tobago. 2007. Disponível em: http://www.cedaf.org.do/eventos/cfcs_2010/presentaciones/05_jueves/tarde/46p.pdf. Acesso: 16/07/2013.

BUENO, C. R. Ariá (Calathea allouia (Aubl.) Lindl.). In: CARDOSO, M. O. Hortaliças não-convencionais da Amazônia. Brasília – DF, Brasil: Embrapa – SPI; Manaus: Embrapa – CPAA. 150 p. 1997.

DAM, A. VAN. ¿Que comeremos dentro de veinte años? Interciencia, v.9, n.1, p.35-36, 1984.

GUEVANE, E. FAO: produção de alimentos cairá e preços subirão na próxima década. Relatório da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação. Notícias e Mídia Radio ONU – Nova York. 2013. Disponível em: http://www.unmultimedia.org/radio/portuguese/2013/06/fao-producao-de-alimentos-caira-e-precos-subirao-na-proxima-decada/. Acesso: 23/04/2015.

KINUPP, V. F.; LORENZI, H. Plantas alimentícias não convencionais (PANC) no Brasil: guia de identificação, aspectos nutricionais e receitas ilustradas. São Paulo – SP, Brasil. Instituto Plantarum de Estudos da Flora. 2014.

Downloads

Publicado

2016-05-15

Edição

Seção

IX CBA 3. Sistemas de Produção Agroecológica.