Entomofauna presente na cultura de Physalis angulata e peruviana

Autores

  • agroecologia José Olívio Júnior Lopes Vieira Universidade Federal de Viçosa

Resumo

Physalis é uma Solanacea nativa da América do Sul, popularmente conhecida Brasil é como camapú, balãozinho, juá de capote. É considerado como um produto fino, com alto valor agregado e que apresenta elevada rusticidade. Por estes motivos é considerada uma planta com potencial para cultivos orgânicos e agroecológicos dentro da agricultura familiar. Porém, um problema dentro destes cultivos são os insetos que em situação de desequilíbrio podem causar danos e passam a ser considerados pragas e estudos sobre insetos que atacam a Physalis ainda são incipientes. Sendo assim, este trabalho buscou identificar as principais ordens de insetos visitantes das culturas de Physalis angulata e Physalis peruviana na região da Zona da Mata de Minas Gerais e propor possíveis métodos de controle.

Biografia do Autor

agroecologia José Olívio Júnior Lopes Vieira, Universidade Federal de Viçosa

Programa de pós graduação em Agroecologia - UFV

Referências

ALMG, Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais – O Poder do Cidadão.Disponível<http://www.almg.gov.br/index.asp?grupo=estado&diretorio=munmg&arquivo=municipios&municipio=55801> Acesso em 2, Mar 2015.

ANDRADE, L. Physalis ou uchuva: Fruta da Colômbia chega ao Brasil. Revista Rural, São Paulo, s.v., n. 38, p. 11-12, 2008.

BADO, S.G., CERRI, A.M. & VILELLA, F. 2005. Insectile fauna associated with two species of Physalis (Solanaceae) cultures in Argentine. Bol. San. Veg. Plagas 31(3):321-333.

CHAVES, A.C. Propagação e avaliação fenológica de Physalis sp na região de Pelotas-RS. 2006. 65 f. Tese (Doutorado) – Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2006.

COLWELL, R. K. Estatistical estimation of species richness and shared species from samples (EstimateS). 2000.

COLWELL, R. K.; CODDINGTON J. A. Estimating terrestrial biodiversity through extrapolation. Philosophical Transactions of the Royal Society of London 345:101-118. 1994.

GONTIJO, P. C.; PICANÇO, M. C.; PEREIRA, E. J. G.; MARTINS, J. C.; CHEDIAK, M.; GUEDES, R. N. C. Spatial and temporal variation in the control failure likelihood of the tomato leaf miner, Tuta absoluta. Annals of Applied Biology, v.162, p.50-59, 2013.

KRINSKI, Diones. Physalis angulata L. (Solanaceae): a potential host-plant of stink bugs Edessa meditabunda F. (Hemiptera, Pentatomidae). Biota Neotrop. 2013, vol.13, n.2, pp. 336-339.

MACHADO, L. A., BARBOZA V. S., OLIVEIRA, M. M. Uso de extratos vegetais no controle de pragas em horticultura. Biológico, São Paulo, v.69, n.2, p.103-106, jul./dez., 2007.

MAIA, V.C., ZART, M. & BOTTON, M. 2009. Neolasioptera ramicola, a new species of Cecidomyiidae (Diptera) associated with Physalis angulata (Solanaceae). Rev. Bras. Entomol. 53(2):163-165.

MUNIZ, J., KRETZSCHMAR, A.A., RUFATO, L., PELIZZA, T.R., MARCHI, T., DUARTE, A.E., LIMA, A.P.F. & GARANHANI, F. 2011. Conduction systems for Physalis production in southern Brazil. Rev. Bras. Frutic. 33(3):830-838.

RUFATO, L.; RUFATO, A.R.; SCHEMPER, C.; LIMA, C.S.M.; KRETZSCHMAR, A.A. Aspectos Técnicos da Cultura da Physalis. Lages: Cav/Udesc; Pelotas, UFPel, 2008. 100p.

SILVA, L. F.; CONTREIRA, C. L.; LIMA, C. S. M.; BETEMPS, D, L.; RUFATO, A. R. Principais pragas que afetam a cultura da physalis em Pelotas, Capão do Leão e Vacaria. Universidade Federal de Pelotas, Rio Grande do Sul, 2009.

Downloads

Publicado

2016-05-15

Edição

Seção

IX CBA 3. Sistemas de Produção Agroecológica.