Formas de Produção e Comercialização da Agricultura Familiar no Estado do Rio de Janeiro

Autores

  • mara alexandre da silva Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Resumo

O agricultor familiar é aqui definido pelos limites da lei 11.326 de 4 de julho de 2006, que afirma ser todo aquele que possui uma área de até quatro módulos rurais, com renda proveniente do empreendimento agrícola, no qual o trabalho é executado por membros da própria família. Este trabalho se soma aos esforços em favor da valorização desta categoria social, identificando suas potencialidades e fraquezas. A metodologia adotada na pesquisa que deu origem ao trabalho foi o estudo de caso, mediante a realização da observação direta e de entrevistas semi-estruturadas com os agricultores familiares em seu local de comercialização e na propriedade, além de instituições ligadas a estes produtores. Nesta direção, realizou-se uma análise qualitativa das informações levantadas a campo, acompanhada de reflexões presentes em diversos trabalhos de pesquisa. Os desafios enfrentados por esta categoria, consiste basicamente na falta de apoio por parte do poder público, característicos a agricultores Familiares no Brasil e centros de pesquisa que muitas vezes tem dificuldades de comunicação não priorizando o incentivo a atividades de integração e melhoria de qualidade de vida destes agricultores.

Biografia do Autor

mara alexandre da silva, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Engenheira Agrônoma,Doutoranda em fitotecnia pelo CPGF/UFRRJ.

Downloads

Publicado

2016-05-15

Edição

Seção

IX CBA 2. Estratégias de Desenvolvimento Socioeconômico.