Análise de crescimento do milho em cultivo consorciado com guandu-anão em diferentes arranjos e densidades

Autores

  • Anderson de Souza Gallo Universidade Federal de São Carlos
  • Anastacia Fontanetti Universidade Federal de São Carlos
  • Nathalia de França Guimarães Universidade Federal de São Carlos
  • Maicon Douglas Bispo de Souza Universidade Federal de São Carlos
  • Kátia Priscila Gomes Moriningo Universidade Federal de São Carlos

Resumo

Objetivou-se avaliar o crescimento inicial do milho (Zeamays L.) em cultivo consorciado com guandu-anão em diferentes arranjos e densidades. O estudo foi conduzido no CCA/UFSCar, Araras, SP.Adotou-se o delineamento em blocos casualizados, com quatro repetições. Os tratamentos avaliados foram: milho em monocultivo (MM); guandu-anão semeado na linha de plantio do milho (GL); uma linha de guandu-anão semeado na entrelinha do milho (G1E); duas linhas de guandu anão semeado na entrelinha do milho (G2E); guandu-anão semeado na linha e uma linha na entrelinha do milho (GL1E) e guandu-anão semeado na linha e duas linhas na entrelinha do milho (GL2E). Avaliou-se a massa seca da parte aérea e área foliar nos estádios V4-V5e V9-V10 do milho. Não houve diferença significativa na produção de massa seca da parte aérea do milho entre os tratamentos. Conclui-se que o crescimento foliar do milho é maior quando consorciado com guandu-anão semeado na linha de plantio do milho.

Biografia do Autor

Anderson de Souza Gallo, Universidade Federal de São Carlos

Programa de pós-graduação em Agroecologia e Desenvolvimento Rural- UFSCar- Araras-SP

Anastacia Fontanetti, Universidade Federal de São Carlos

Departamento de Desenvolvimento Rural- UFSCar- Produção Vegetal

Nathalia de França Guimarães, Universidade Federal de São Carlos

Programa de pós-graduação em Agroecologia e Desenvolvimento Rural- UFSCar- Araras-SP

Maicon Douglas Bispo de Souza, Universidade Federal de São Carlos

Programa de Pós-graduação em Agroecologia e Desenvolvimento Rural - UFSCar, Araras-SP.

Kátia Priscila Gomes Moriningo, Universidade Federal de São Carlos

Programa de Pós-graduação em Agroecologia e Desenvolvimento Rural - UFSCar, Araras-SP.

Referências

BOER, C.A.; ASSIS, R.L.; SILVA, G.P.; BRAZ, A.J.B.P.; BARROSO, A.L. L.; CARGNELUTTI FILHO, A.; PIRES, F.R. Biomassa, decomposição e cobertura do solo ocasionada por resíduos culturais de três espécies vegetais na região Centro Oeste do Brasil. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 32, p. 843-851, 2008.

BUSATO, C.; BUSATO, C.C.M. Crescimento inicial da cultura do milho em cultivo consorciado. Enciclopédia Biosfera, v.7, n.13, p.307-316, 2011.

FÁVERO, C. et al. Modificações na população de plantas espontâneas na presença de adubos verdes. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v.36, p.1355-1362, 2001.

JAKELAITIS, A. et al. Influência de herbicidas e de sistemas de semeadura de Brachiariabrizantha consorciada com milho. Planta Daninha, v.23, n.1, p.59-67, 2005.

MOREIRA, V.F.; PEREIRA, A.J.; GUERRA, J.G.M.; GUEDES, R.E. & COSTA, J.R. Produção de biomassa de guandu em função de diferentes densidades e espaçamentos entre sulcos de plantio. Seropédica, Embrapa Agrobiologia, 2003. 5p (Comunicado Técnico, 57).

REZENDE, B. L. A. et al. Economic analysis of cucumber and lettuce intercropping under greenhouse in the winter-spring. Anais da Academia Brasileira de Ciências, v.83, n.2, p.705-717, 2011.

SANTOS, N.C.B.; ARF, O.; KOMURO, L. K. Consórcio de feijoeiro e milho-verde na entressafra I - Comportamento das cultivares de feijão. Biosciencie Jornal, Uberlândia, v. 26, n. 6, p. 865-872, 2010.

SCHONS, A. et al. Arranjos de plantas de mandioca e de milho em cultivo solteiro e consorciado: Crescimento, desenvolvimento e produtividade. Bragantia, v.68, n.1, p.155-167, 2009.

SILVA, D.V.; PEREIRA, G.A.M.; FREITAS, M.A.; SILVA, A.A.; SEDIYAMA, T.; SILVA, G.S.S.; FERREIRA, L.R.; CECON, P.R. Produtividade e teor de nutrientes do milho em consórcio com braquiária. Ciência Rural, No prelo.

URCHEI, M. A; RODRIGUES, J. D.; STONE, L. F. Análise de Crescimento de duas cultivares de feijoeiro sob irrigação, em plantio direto e preparo convencional. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v.35, n.3, p.497-506, 2000.

Downloads

Publicado

2016-05-15

Edição

Seção

IX CBA 3. Sistemas de Produção Agroecológica.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>