Diferenciação Físico-Química do Açaí (Euterpe oleracea M.) de Terra Firme e do produzido na Várzea no Município de Santo Antonio do Tauá, Pará

Autores

  • Bruna Paula Pantoja Caxias da Silva Universidade Federal Rural da Amazônia
  • Ayupe Cardoso Pinho Universidade Federal Rural da Amazônia
  • Claudete Furtado Lopes Universidade Federal Rural da Amazônia
  • Antônio dos Santos Silva Universidade Federal do Pará
  • Heliana Morais Silva Universidade Federal Rural da Amazônia

Palavras-chave:

Amazônia, Análise Multivariada, Açaí

Resumo

Este trabalho se propôs estudar alguns parâmetros físico-químicos de açaís produzidos a partir de frutos provenientes de árvores plantadas em áreas de terra firme e em áreas de várzea, procurando investigar se a oriegem do produto afetaria em tais parâmetros e se esses mesmos parâmetros poderiam ou não servir de base para a distinção de tais açaís empregando-se análise de componentes principais. Dentre os nove parâmetros estudados apenas cinco deles se mostraram significativamente distintos e também suficientes para separar as amostras dos dois grupos de açaís.

Referências

BRASIL. Ministério da Agricultura e do Abastecimento. Instrução Normativa n° 1, de 7 de janeiro de 2000.Diário Oficial da União, 10 jan. 2000

CAVALCANTE, Paulo B. Frutas Comestíveis na Amazônia. Museu Paraense Emílio Goeldi, Belém. 7ª edição revista e atualizada. 2010.

INSTITUTO ADOLFO LUTZ. Normas analíticas do Instituto Adolfo Lutz. São Paulo, 1985, v.1.

OLIVEIRA, Maria do Socorro Padilha de [et al]. Circular Técnica – EMBRAPA DA AMAZÔNIA ORIENTAL, Junho / 2002. 18p.

Downloads

Publicado

2016-05-15

Edição

Seção

IX CBA 3. Sistemas de Produção Agroecológica.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)