O PNAE como estratégia de segurança alimentar e geração de renda no município de São José dos Quatro Marcos, região Sudoeste Mato-grossense

Autores

  • Isabela Carina Souza Santana UNEMAT
  • Mauricio Ferreira Mendes UFG
  • Ademir Patrick Moura UNEMAT
  • Sandra Mara Alves da Silva Neves UNEMAT
  • Ronaldo José Neves UNEMAT

Resumo

O Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) é um dos instrumentos responsáveis pela diversificação da alimentação escolar no Brasil, além de gerar renda para os agricultores. Objetivou-se identificar os agricultores familiares que acessam a política pública PNAE, os produtos comercializados e os valores gerados entre os anos de 2009 a 2014 no município de São José dos Quatro Marcos/MT. Os procedimentos metodológicos utilizados foram: pesquisa bibliográfica, coleta de dados órgão público e trabalhos de campo nos assentamentos Figueirinha e Santa Rosa. Nos últimos seis anos, setenta e um agricultores dos assentamentos citados comercializaram produtos da agricultura familiar via política pública PNAE, com grande variedade de frutas, verduras, tubérculos e cereais, gerando um valor de R$ 344.168,06, contribuindo assim para a diversificação da alimentação dos alunos e gerando renda para os agricultores familiares.

Biografia do Autor

Isabela Carina Souza Santana, UNEMAT

Acadêmica do Curso de Agronomia

Mauricio Ferreira Mendes, UFG

Aluno de Pós Graduação da UFG

Ademir Patrick Moura, UNEMAT

Aluno das Pós da Graduação

Sandra Mara Alves da Silva Neves, UNEMAT

Docente da UNEMAT

Ronaldo José Neves, UNEMAT

Docente da UNEMAT

Referências

BAVARESCO, P. A.; MAURO, F. Agricultura familiar brasileira no Programa Nacional de Alimentação Escolar: garantia de mercado aos agricultores e de segurança alimentar e nutricional aos alunos da rede pública de ensino. Disponível em: <http://www.rlc.fao.org/fileadmin/templates/fondobrasil/documentos/Foro_expertos/Articulos/Artigo_Pedro_Bavaresco.pdf>. Acesso em: 23 de mar. 2014.

BRASIL Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Agropecuário (2006). Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/>. Acesso em 30 de mar. 2015.

BRASIL. LEI N. 11.947, de16 de junho de 2009. Dispõe sobre o atendimento da alimentação escolar e do Programa Dinheiro Direto na Escola aos alunos da Educação Básica. Disponível em <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2009/lei/l11947.htm>. Acesso em 23 de mar. 2015.

Fórum Brasileiro de Segurança alimentar e Nutricional (FBSAN). A terceirização da comida. Revista Proposta. a. 33, p. 57-61, 2009.

GUILHOTO, J.; ICHIHARA, S.; SILVEIRA, F. G.; DINIZ, B. P. C.; AZZONI, C.R.; MOREIRA, G.R.C. A importância da agricultura familiar no Brasil e em seus estados. Brasília: NEAD, 2007.

JUNQUEIRA, C. P.; LIMA, J. F. de. Políticas públicas para a agricultura familiar no Brasil. Semina: Ciências Sociais e Humanas, Londrina, v. 29, n. 2, p. 159-176, jul/dez. 2008.

MUNIZ, V. M; CARVALHO, A. T. O Programa Nacional de Alimentação Escolar em município do estado da Paraíba: um estudo sob o olhar dos beneficiários do Programa. Rev. Nutr, Campinas, v.20, n.3, maio/jun. 2007.

SANGALLI, A. R; SCHLINDWEIN, M. M. A. Contribuição Da Agricultura Familiar Para O Desenvolvimento Rural De Mato Grosso Do Sul-Brasil. Redes, v. 18, n. 3, p. 82-99, 2013.

Downloads

Publicado

2016-05-16

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 > >>