Plantas espontâneas com potencial forrageiro para ovinos em cultivo de goiabeira (Psidium guajava L.) em Rio Pomba, MG

Autores

  • José Victor Hosken Cruz Universidade Federal de Viçosa http://orcid.org/0000-0002-0406-0620
  • Marcos Luiz Rebouças Bastini Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais – Campus Rio Pomba
  • Tatiana Pires Barrella Universidade Federal de Viçosa
  • Rasmo Garcia Universidade Federal de Viçosa
  • Théa Mírian Medeiros Machado Universidade Federal de Viçosa

Resumo

Em Minas Gerais, e particularmente na Zona da Mata mineira, o incremento do rebanho ovino é superior ao seu crescimento nacional. Na busca por alternativas que possibilitem a diversificação das atividades agrícolas em áreas de topografia acidentada surge a possibilidade do consócio da ovinocultura em pomares já estabelecidos. Este sistema foi objeto de pesquisas que denotam algum interesse por parte dos agricultores. Para melhor subsidiar suas reais potencialidades, objetivou-se identificar e quantificar as espécies de plantas espontâneas presentes em um pomar de goiabeiras que podem apresentar potencial forrageiro para matrizes ovinas em Rio Pomba, Minas Gerais. Foram encontradas 13 espécies pertencentes a seis famílias botânicas para as quais se estimou 10,32 toneladas de MS ha-1 de plantas espontâneas disponíveis para a alimentação de ovinos.

Biografia do Autor

José Victor Hosken Cruz, Universidade Federal de Viçosa

Possui graduação em Agroecologia pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnol. do Sudeste de Minas Gerais (2011). É Técnico em Agropecuária efetivo do IF-Sudeste de Minas Campus Rio Pomba(2008). Tem experiência na área de Agricultura Agroecológica, Homeopatia e Mecanização Agrícola. Mestrando em Agroecologia na Universidade Federal de Viçosa (UFV).

Marcos Luiz Rebouças Bastini, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais – Campus Rio Pomba

Graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal de Viçosa (1986), mestrado em Fitotecnia pela Universidade Federal de Viçosa (1996) e doutorado em Produção Vegetal pela Universidade Estadual do Norte Fluminense - Darcy Ribeiro (2004). Atualmente é professor do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais/ campus Rio Pomba (desde 2006), atuando em cursos de graduação e pós-graduação. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Fitotecnia, trabalhando com pesquisas nas seguintes áreas: Agroecologia, olericultura, adubação verde e plantas de cobertura, plantio direto, manejo e tratos culturais, manejo de plantas daninhas.

Tatiana Pires Barrella, Universidade Federal de Viçosa

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Viçosa (2001), mestrado em Fitotecnia (Produção Vegetal) (2003) e doutorado em Fitotecnia (Agroecologia) (2010) e pós-doutorado em Fitotecnia. Foi professora do IF Sudeste MG - Campus Rio Pomba durante 8 anos e atualmente é professora da Universidade Federal de Viçosa, atuando principalmente no curso de Licenciatura em Educação do Campo. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Agroecologia, atuando principalmente nos seguintes temas: agroecologia, agricultura orgânica, agricultura familiar, adubação orgânica e adubação verde e fixação biológica de nitrogênio e educação do campo.

Rasmo Garcia, Universidade Federal de Viçosa

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Viçosa (1962); Mestrado em Zootecnia pela Universidade Federal de Viçosa (1965); Especialização em Range Management and Forage Production pela Colorado State University (1973); Ph.D. em Range Management pela University of Arizona (1975); Pós-Doutorado pela University of Florida , USA (1990); Professor Adjunto da University of Florida, USA, 1990; Atualmente é Professor Voluntário (aposentado) da Universidade Federal de Viçosa; Consultor da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG); da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP); do Conselho Nacional Desenvolvimento Científico e Tecnlógico (CNPq); da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES); da Sociedade de Investigações Florestais e da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Tem experiência na área de Zootecnia, com ênfase em Sistemas Agrossilvipastoris e atuando ainda em Manejo de Pastagens Naturais e Produção e Conservação de Forragens.

Théa Mírian Medeiros Machado, Universidade Federal de Viçosa

Graduada (BSc) e Mestre (MSc) pela Escola de Veterinária da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Docteur en Sciences (DSc) pela Université de Paris XI e Pós-Doutora/Visiting Scholar pela University of Western Australia (UWA). Esteve como Pesquisadora Visitante no Institut National de la Recherche Agronomique (INRA - França). Trabalhou na Associação de Criadores de Caprinos Leiteiros (Caprileite), na UFMG, na Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Atualmente é Professora Titular na Universidade Federal de Viçosa (UFV). Lidera o Grupo Produção Animal Sustentável no Diretório de Grupos Pesquisa do CNPq. Principais temas: Etnozootecnia; Recursos genéticos animais; Reprodução animal, Sistemas de produção, Epidemiologia animal; Caprinos, Ovinos, Bubalinos e Animais silvestres.

Referências

ASSIS, S.O.; MANCIO, A.B.; MACHADO, T.M.M. Contribuições participativas para o sistema agropastoril. Revista Brasileira de Agroecologia, v.4, n.2, 2009. p.584-588.

CONCENÇO, G.; TOMAZI, M.; CORREIA, I.V.T.; SANTOS, S.A.; GALON, L. Phytosociological surveys: tools for weed Science? Planta Daninha, v.31, n.2. 2013. p.469-482.

DETMANN, E.; QUEIROZ, A.C.; SOUZA, M.A. Avaliação da secagem definitiva utilizando estufa sem circulação forçada de ar. In: DETMANN, E.et al.[Org]. Métodos para análise de alimentos. Visconde do Rio Branco: Suprema, 2012. p. 29-39.

GARCIA, R.; ANDRADE, C.M.S. Sistemas Silvipastiris na Região Sudeste. In:CARVALHO, M.M.; ALVIM, M.J.; CARNEIRO, J.C.[Ed.] Sistemas agroflorestais pecuários: opções de sustentabilidade para áreas tropicais e subtropicais. Juiz de Fora: Embrapa Gado de Leite; FAO: Brasília, 2001. p.173-187.

NOVAES, M.A.S.; MACHADO, T. M.M.; PIRES, L.C. Potencial do consórcio ovinocultura-cafeicultura na Zona da Mata mineira e Vale do Rio Doce. In: II SIMPÓSIO BRASILEIRO DE AGROPECUÁRIA SUSTENTÁVEL, 2010. Anais do II SIMBRAS. Viçosa: TDSoftware, 2010. p.577-581.

PESQUISA da Pecuária Municipal: efetivo dos rebanhos de médio porte segundo as Unidades da Federação, Mesorregiões, Microrregiões e Municípios produtores. In: INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Bases de Dados METABD: no ar desde 1973. Disponível em:< http://www.metadados.ibge.gov.br>, acessado em 02 de junho de 2014.

SILVA SOBRINHO, A.G. Integração de ovinos com outras espécies animais e vegetais. In: SILVA SOBRINHO, A.G.; BATISTA, A.M.V.; SIQUEIRA, E.R.; ORTOLANI, E.L.; SUSIN, I.; SILVA, J.F.C.; TEIXEIRA, J.C.; BORBA, M.F.S. Nutrição de Ovinos. Jaboticabal: FUNEP, 1996. p.143-173.

Downloads

Publicado

2016-05-15

Edição

Seção

IX CBA 3. Sistemas de Produção Agroecológica.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)