Espécies florestais da mata atlântica: Usos e ocorrência na bacia hidrográfica do ribeirão São Bartolomeu, Viçosa-MG

Autores

  • Olivia Beatriz Moraes Aguiar Universidade Federal de Viçosa (UFV)
  • Heitor Mancini Teixeira Universidade Federal de Viçosa (UFV)

Resumo

Desde sua criação em 2014, o grupo SAPUCAIA desenvolve atividades na comunidade rural do Palmital, localizada em Viçosa. O principal objetivo do grupo é entender as dinâmicas socioambientais da região e fomentar a transição em direção a sistemas agroecológicos. A comunidade abriga as primeiras e mais altas nascentes do Ribeirão São Bartolomeu, responsável por 60% do abastecimento de água da cidade de Viçosa. Além da importância ecológica da região, moradores locais guardam conhecimentos ancestrais e relevantes sobre a floresta e as árvores. Hoje em dia percebe-se não só a extinção biológica cada vez mais frequente dessas espécies, assim como a erosão do conhecimento popular sobre seus usos, funções e identificação. Nesse contexto, a partir do estudo Etnobotânico das árvores da região, o grupo busca instigar um processo consciente de re-aproximação do ser humano com a natureza e valorização do conhecimento local. No estudo foi possível identificar a percepção dos agricultores em relação às árvores assim como as principais espécies utilizadas hoje em dia e antigamente como Cedro (Cedrela fissilis), Jussara (Euterpe edulis) e Cabeludinha (Myrciaria glazioviana).

Biografia do Autor

Olivia Beatriz Moraes Aguiar, Universidade Federal de Viçosa (UFV)

Departamento de Engenharia Florestal

Heitor Mancini Teixeira, Universidade Federal de Viçosa (UFV)

Departamento de Engenharia Florestal

Referências

ALBUQUERQUE, U. P.; LUCENA, R. F. P. (Org.) Métodos e técnicas na pesquisa etnobotânica. Recife, PE: NUPPEA, 2004.

Downloads

Publicado

2016-05-18

Edição

Seção

IX CBA-Agroecologia / Relatos de Experiências