Diagnóstico do uso de agrotoxicos por trabalhadores rurais no povoado do Ermo, município de Carnaúba dos Dantas Rio Grande do Norte

Autores

  • Maria Isabel Pinheiro Dantas Instituto Federal da Paraíba, Campus Picuí
  • José Diego Barbosa da Silva Instituto Federal da Paraíba, Campus Picuí
  • Ilka Nayara da Silva Araujo Instituto Federal da Paraíba, Campus Picuí
  • Luciano Pacelli Medeiros de Macedo Instituto Federal da Paraíba, Campus Picuí
  • Frederico Campos Pereira Instituto Federal da Paraíba, Campus Picuí

Resumo

A agroecologia e os agrotóxicos são antagônicos, pois o uso intensivo de produtos químicos, como parte do conjunto de tecnologias associadas ao processo de modernização da agricultura, tem promovido diversos problemas de ordem ambiental, a saber: a contaminação de alimentos, do solo, da água e de animais, a intoxicação de agricultores, a resistência de patógenos, de insetos-praga e de plantas invasoras a diversos princípios ativos. O objetivo do trabalho foi diagnosticar o uso de agrotóxicos e os impactos causados à saúde dos trabalhadores rurais, decorrentes da agricultura tradicional praticada no Povoado Ermo, município de Carnaúba dos Dantas, RN. Participaram do estudo 20 trabalhadores rurais que se encontravam em suas residências e em suas propriedades (no campo). A coleta de dados deu-se por meio de questionário semiestruturado com perguntas abertas e fechadas. Os dados foram organizados e tabulados, utilizando-se a porcentagem para representar a proporção dos mesmos No entanto situações desfavoráveis à saúde dos trabalhadores rurais no Povoado Ermo, em contato com agrotóxicos, ressalta a necessidade de informações sobre os riscos do uso de produtos químicos na agricultura sejam incorporadas em ações de prevenção à saúde.

Biografia do Autor

Maria Isabel Pinheiro Dantas, Instituto Federal da Paraíba, Campus Picuí

Graduada em Tecnologia em Agroecologia e Especializanda em Gestão dos Recursos Ambientais do Semiárido

José Diego Barbosa da Silva, Instituto Federal da Paraíba, Campus Picuí

Graduado em engenharia de Pesca e Especializando em Gestão dos Recursos Ambientais do Semiárido

Ilka Nayara da Silva Araujo, Instituto Federal da Paraíba, Campus Picuí

Graduada em Tecnologia em Agroecologia e Especializanda em Gestão dos Recursos Ambientais do Semiárido

Luciano Pacelli Medeiros de Macedo, Instituto Federal da Paraíba, Campus Picuí

Professor Dr. Curso de Tecnologia em Agroecologia

Frederico Campos Pereira, Instituto Federal da Paraíba, Campus Picuí

Professor Dr. Curso de Tecnologia em Agroecologia

Referências

BRASIL. Ministério da Agricultura. Levantamento exploratório – reconhecimento de solos do Estado da Paraíba. Rio de Janeiro: MA/COMTA/USAID/SUDENE, 1972, 670 p. (Boletim Técnico, 15).

CAMPANHOLA, C.; BETTIOL, W. Métodos alternativos de controle fitossanitário. Jaguariúna: Embrapa Meio Ambiente, 2003. 279p.

MACEDO, H.A.M. Ritmos, sons, gostos e tons do patrimônio imaterial de Carnaúba dos Dantas. Caicó: Editora Netograf, p.260, 2005.

VERDEJO, M. Diagnóstico rural participativo: um guia prático. Brasília: Alçar, 2006. 61p.

FARIA, N. M. X; FACCHINI, L. A.; FASSA, A. G.; TOMASI, E.; Trabalho rural e intoxicações por agrotóxicos. Cadernos de Saúde Pública – Rio de Janeiro - RJ, 2004.

Downloads

Publicado

2016-05-16

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)