Ocorrência de fungos micorrízicos arbusculares (FMA) em sistema agroflorestal no estado de Goiás, Brasil

Autores

  • Tatiane Sousa Matias Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília-Campus Planaltina, DF.
  • Cícero Donizete Pereira Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária-EMBRAPA Cerrados.
  • Cynthia Torres de Toledo Machado Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária-EMBRAPA Cerrados.
  • Patricia Rodrigues Coimbra Floriano Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária-EMBRAPA Cerrados.
  • Eliane Aparecida José Faria Universidade Paulista-UNIP

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar a atividade dos FMA nas entrelinhas cultivadas em sucessão de um sistema agroflorestal por meio da contagem de esporos, determinação dos teores de glomalina facilmente extraível (GFE) e do potencial médio de infecção (MIP). O experimento foi conduzido em blocos casualizados, com 4 repetições, sendo as médias comparadas pelo teste de Tukey (p<0,05). Verificou-se que o número de esporos de FMA e os teores de GFE não variaram entre os tratamentos, mas o potencial médio de infecção foi maior para o cultivo de milho, após crotalária, nas entre-linhas de ingá e menor quando o milho foi cultivado após pousio nas entre-linhas de angelim e cagaita.

Biografia do Autor

Tatiane Sousa Matias, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília-Campus Planaltina, DF.

Estudante do curso Superior de Tecnologia em Agroecologia.

Cícero Donizete Pereira, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária-EMBRAPA Cerrados.

Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Uberlândia (1995) e Doutorado em Genética e Bioquímica pela mesma Instituição (2003). Atualmente é pesquisador A na Embrapa Cerrados. Tem experiência na área de Genética e Bioquímica, com ênfase em Genética Molecular e de Microorganismos, atuando principalmente nos seguintes temas: fungos micorrízicos arbusculares e uso de parâmetros microbiológicos como indicadores da qualidade do solo.

Cynthia Torres de Toledo Machado, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária-EMBRAPA Cerrados.

Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal de Viçosa (1989), mestrado em Agronomia (Ciências do Solo) pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (1995) e doutorado em Agronomia (Ciências do Solo - Nutrição de Plantas) pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (2000). Pesquisadora da Embrapa Cerrados. Atua em agroecologia, na área de manejo ecológico de solos, plantas de cobertura e métodos participativos de avaliação de agroecossistemas. Na área de nutrição de plantas, possui experiência e atua em projetos envolvendo os seguintes temas: fungos micorrízicos arbusculares, variabilidade genética vegetal, eficiência nutricional, absorção de fósforo, variedades locais de milho.

Patricia Rodrigues Coimbra Floriano, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária-EMBRAPA Cerrados.

Possui graduação em Licenciatura em Química pela Universidade Católica de Brasília (2008), graduação em Quimica Bacharelado com Atribuições Tecnológicas pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2002) e mestrado em Química (Físico-Química) pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2006). Atualmente atua como técnica da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária.

Eliane Aparecida José Faria, Universidade Paulista-UNIP

Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Paulista-UNIP, Brasilia-DF.

Referências

BRADFORD, M. Analytical Biochemistry, 72:248-254, 1976.

COUTINHO, H. L. C.; UZEDA, M. C.; ANDRADE, A. G. & TAVARES, S. R. L. Ecologia e biodiversidade do solo no context da agroecologia. Informe Agropecuário, 24:45-54, 2003.

FERREIRA, D. A.; CARNEIRO, M. A. C.; SAGGIN JÚNIOR, O. J. Fungos micorrízicos arbusculares em um latossolo vermelho sob manejos e usos no cerrado. Revista Brasileira de Ciência do Solo, 36:51-61, 2012.

GERDEMANN, J. W. & NICOLSON, T. H. Spores of mycorrhizal endogone species extracted from soil by wit sieving and decanting. Transactions of the British Mycological Society, 46:235-244, 1963.

GIOVANNETI, M.; MOSSE, B. An evaluation of techniques for measuring vesicular arbuscular mycorrhizal infection in roots. New Phytologist, v.84, p.489-500, 1980.

KOSKE, R. R. & GEMMA, J. N. A modified procedure for staining roots to detect VA mycorrhizas. Mycological Research, 92:486-488, 1989.

MIRANDA, C. C. Cerrado: Micorriza arbuscular: ocorrência e manejo. Planaltina, DF: EmbrapaCerrados, 2008. 169 p.

NOBRE, C. P. et al. Fungos micorrízicos arbusculares em sistemas de aléias no Estado do Maranhão, Brasil. Acta Amazonica, vol.40 (4)2010:641-646.

REIS, R. J. A. et al. Efeitos de plantas de cobertura nas associações do milho (Zea Mays L.) com fungos benéficos do solo. Revista Brasileira de Agropecuária Sustentável, v.2, n.2, p. 75-80, 2012.

RILLIG, M. C.; RAMSEY, P. W.; MORRIS, S.; PAUL, E. A. Glomalinan arbuscular-mycorrhizal fungal soil protein, responds toland-use change. Plant and Soil, The Hague, v.2, n. 253, p. 293-299, 2003.

SIEVERDING, E. Vesicular-arbuscular mycorrhiza management in tropical agrosystems, Eschborn: Deutsche Gesellschaft fur Technische Zusammenarbeit, 1991. Pp.

SILVA, F. B. Fungos micorrízicos arbusculares em sistema agroflorestal agroalimentar. Planaltina, DF: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília, 2013. 37 p.

Downloads

Publicado

2016-05-15

Edição

Seção

IX CBA 3. Sistemas de Produção Agroecológica.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)