Caracterização dos agricultores familiares das Várzeas de Sousa-PB

Autores

  • Semirames do Nascimento Silva IFPB CAMPUS SOUSA
  • FRANCISCO DAS CHAGAS SICUPIRA DE OLIVEIRA IFPB CAMPUS SOUSA
  • ELIEZER DA CUNHA SIQUEIRA IFPB CAMPUS SOUSA

Resumo

A proposta da agroecologia é complexa e os interesses, a princípio, parecem ser contraditórios. O desafio é promover uma transformação que vá além de considerar a agroecologia apenas como uma estratégia de produção diferenciada para o agricultor familiar. Teve-se como objetivo nesse estudo realizar a caracterização dos agricultores familiares das Várzeas de Sousa-PB quanto aos aspectos sociais, ambientais e econômicos. Foi adotado como proposta metodológica o modelo de Diniz 1982, que identifica os elementos internos e externos que caracterizam a agricultura. O universo da pesquisa foi formado pelos produtores do Distrito Perímetro Irrigado Várzeas de Sousa (PIVAS), no qual possui 178 lotes em funcionamento atualmente, destes, 173 corresponde a de pequenos produtores. Foram realizadas 12 entrevistas entre os produtores escolhidos aleatoriamente. Além disso, foram coletadas informações sobre os produtores junto a Assistência Técnica Rural (ATER) do Distrito Perímetro Irrigados Várzeas de Sousa (DPIVAS). Quanto à posse da terra, nos lotes de 05 ha, predomina-se o sexo masculino, aproximadamente 83 % dos mesmos. No perímetro há uma grande demanda por trabalhadores diaristas. A maioria dos lotes cultiva preferencialmente frutíferas, como coco e banana utilizando produtos químicos (agrotóxicos e adubos químicos).

Biografia do Autor

Semirames do Nascimento Silva, IFPB CAMPUS SOUSA

CIENCIAS AGRARIAS / AGROECOLOGIA

FRANCISCO DAS CHAGAS SICUPIRA DE OLIVEIRA, IFPB CAMPUS SOUSA

CIENCIAS AGRARIAS / AGROECOLOGIA

ELIEZER DA CUNHA SIQUEIRA, IFPB CAMPUS SOUSA

CIENCIAS AGRARIAS / AGROECOLOGIA

Referências

BRUMER, A.; PANDOLFO, G. C.; CORADINI, L. Gênero e agricultura familiar: projetos de jovens filhos de agricultores familiares na região Sul do Brasil. 2008. Disponível em: <http://www.fazendogenero.ufsc.br/8 /sts/ST3/Brumer-Pandolfo-Coradini_03.pdf>. Acesso em: 10 de Jul. de 2014.

DINIZ, J. A. F. Geografia da Agricultura. São Paulo: Difel, 1984. 278p.

GERARDI, L. H. O.; SALAMONI, G. Para entender o campesinato: a contribuição de A. V. Chayanov. Geografia, Rio Claro, v. 19, n.2,p.123-140, 1994.

GUILHOTO, J. J. M.; SILVEIRA, F. G.; AZZONI, C. R.; ICHIHARA, S. M. “O PIB do Agronegócio Familiar no Rio Grande do Sul“. Anais do XLIII Congresso da Sociedade Brasileira de Economia e Sociologia Rural. Ribeirão Preto, São Paulo, 24 a 27 de julho. 2005.

RIBEIRO, V. S.; SALAMONI, G.; COSTA, A. J. V. da. Caracterização dos agricultores familiares de base Agroecológica do município de Pelotas-RS. V Encontro de Grupos de Pesquisa – Agricultura, Desenvolvimento Regional e Transformações Socioespeciais. UFSM – GPET, novembro/2009.

SCHROETTER, M. R. Plano de trabalho dos técnicos das bases de comercialização dos produtos da agricultura familiar e da economia solidária (bsc’s). Santa Rosa. 2010.

Downloads

Publicado

2016-05-15

Edição

Seção

IX CBA 1. Sócio biodiversidade e Território.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)