Diversidade de abelhas em cultura de aboboreira Cucurbita pepo L. no Distrito Federal: influência do sistema de produção e da paisagem

Autores

  • Karoline Ribeiro de Sá Torezani Universidade de Brasília (UnB)
  • Carmen Sílvia Soares Pires Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia
  • Raúl Alberto Laumann Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia
  • Edison Ryoiti Sujii Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia

Resumo

Dentre os insetos, as abelhas são consideradas os principais visitantes florais e agentes polinizadores da aboboreira Cucurbita spp. Os objetivos deste trabalho foram estudar, no Distrito Federal, a comunidade de abelhas visitantes florais de Cucurbita pepo, abobrinha italiana, nos sistemas de produção orgânico e convencional; e avaliar a influência da paisagem do entorno dos cultivos sobre a riqueza e abundância de abelhas. Nos anos de 2013 e 2014 foram coletados 3.879 indivíduos, distribuídos em duas famílias (Apidae e Halictidae), 23 gêneros e 35 espécies. As quatro espécies mais abundantes foram: Apis mellifera, Trigona spinipes, Trigona hyalinata e Partamona combinata. A abundância total de abelhas foi significativamente maior para o sistema orgânico em relação ao convencional, porém a riqueza não diferiu entre os dois sistemas de produção. A presença de áreas com vegetação nativa no entorno dos cultivos de C. pepo tiveram uma influência positiva sobre a riqueza de abelhas.

Biografia do Autor

Karoline Ribeiro de Sá Torezani, Universidade de Brasília (UnB)

Laboratório de Ecologia e Biossegurança

Carmen Sílvia Soares Pires, Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia

Área de Controle Biológico Laboratório de Ecologia e Biossegurança

Raúl Alberto Laumann, Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia

Laboratório de Semioquímicos

Edison Ryoiti Sujii, Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia

Área de Controle Biológico Laboratório de Ecologia e Biossegurança

Referências

FILGUEIRA, F.A.R. Novo manual de olericultura. 2°edição, Viçosa-MG, Editora UFV, 2003.

FREE, J. B. 1993. Insect pollination of crops. 2ª ed. Academic Press, Londres. 684p.

KREMEN, K.; WILLIAMS, N. M.; AIZEN, M.; GEMMILL-HERREN, B. et al. Pollination and other ecosystem services produced by mobile organisms: a conceptual framework for the effects of land-use change. Ecology Letters, v.10, p. 299-314, 2007.

Kremen, C., WILLIAMS, N. M., BUGG, R. L., FAY, J. P. & THORP, R.W. The area requirements of an ecosystem service: crop pollination by native bee communities in California. Ecology Letters, v.7, p.1109-1119, 2004.

PASSARELLI, L.L. Importância de Apis mellifera L. em la producción de Cucurbita maxima Duch.(Zapallito de tronco).Invest. Agr.:Prod.Prot.Veg., v.17, n.1, p.5-13, 2002.

VAISSIÈRE, B.E.; FREITAS, B.; E GEMMILL-HERREN, B. Protocol do detect and assess pollination deficits in crops: A handbook for its use. Global Action on Pollination Services for Sustainable Agriculture, FAO – Food and Agriculture Organization of the United Nations, Roma. 2010. 79 p.

Downloads

Publicado

2016-05-15

Edição

Seção

IX CBA 3. Sistemas de Produção Agroecológica.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)