O lugar da agroecologia no currículo da escola do campo

Autores

  • Elisângela Mocellin Universidade Federal da Fronteira Sul http://orcid.org/0000-0002-4463-2427
  • Anelise Graciele Rambo UFFS - Chapecó
  • Adriana Maria Andreis UFFS - Chapecó

Resumo

Este trabalho propõe o uso da categoria lugar para analisar a inserção da agroecologia no currículo da escola do campo e sua importância como matriz pedagógica na intervenção para uma formação humana emancipadora. O mesmo terá como base a análise da realidade da Escola Estadual do Campo Chico Mendes, localizada no interior de um assentamento de Reforma Agrária, no município de Quedas do Iguaçu, estado do Paraná. Levando em consideração a realidade rural brasileira, e o seu constante movimento, torna-se relevante analisar um projeto de educação que vá ao encontro da emancipação humana e social da população do campo. Neste sentido, entendemos que a agroecologia, em conjunto com o projeto de Educação do Campo, que vem conquistando espaço em todo o país, podem contribuir para a elaboração de um currículo escolar que contemple os anseios da população do campo, na perspectiva de emancipação humana e social.

Referências

ANDREIS. A. A aula: um território produto-produtor de espaço. XKKK Colóquio Internacional de Geocrítica, Barcelona, 5-10 de maio de 2014.

ARROYO. M. G. Currículo, território em disputa. 5ª ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013.

CALDART. R.S. et al (org). Dicionário da Educação do Campo. Expressão popular, Rio de Janeiro e São Paulo, 2012.

CAPORAL F. R.(org.). COSTABEBER, J. A. PAULUS, G. Agroecologia: uma ciência do campo da complexidade. Brasília, 2009, p. 111.

MASSEY. D. Um Sentido global del lugar. 1ª ed. Icaria editorial. 2012.

OconhecimentosegundoPauloFreire.Disponíve em:http://oaprendizemsaude .wordpress.com /2010/05/18/ o-conhecimento -segundo -paulo -freire /.Acesso em: 09 nov. 2014.

SANTOS. B. S. Renovar a teoria crítica e reinventar a emancipação social/ Boaventura de Souza Santos; tradução Mouzar Benedito – São Paulo: Boitempo, 2007.

SANTOS. M. A natureza do Espaço: Técnica e Tempo. Razão e Emoção. 4ª ed. 2.reimpr. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2006.

SIMÔES. W. Parecer: qualificação do projeto de mestrado – Elisângela Mocellin. Documento de uso restrito, Chapecó, 2015.

Downloads

Publicado

2016-05-16

Edição

Seção

IX CBA 5. Construção do Conhecimento Agroecológico