A produção orgânica da agricultura familiar no Nordeste brasileiro e sua inserção no Programa de Aquisição de Alimentos

Autores

  • Natália Thaynã Farias Cavalcanti Universidade Federal de São Carlos
  • Marta Cristina Marjotta-Maistro Universidade Federal de São Carlos

Resumo

Este trabalho teve como objetivo analisar a produção orgânica da agricultura familiar enquadrada no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), quanto aos recursos, volume e principais produtos no Nordeste brasileiro. Foi fundamentada em dados secundários disponíveis na plataforma PAA DATA. Na análise constatou-se que o volume da produção de orgânicos, em 2012, sobre o total adquirido foi de 0,20%, e, em 2013, apresentou redução para 0,16 %; já em 2014, essa participação passou para 0,52% do total. As hortaliças, frutas, doces, açucares e polpas foram os produtos orgânicos mais frequentes. Concluiu-se que, no Nordeste, a produção orgânica adquirida pelos recursos do PAA é escassa, sendo que entre os anos de 2012 a 2014, foi 383 vezes menor que a convencional.

Biografia do Autor

Natália Thaynã Farias Cavalcanti, Universidade Federal de São Carlos

Bacharel em Agroecologia pela Universidade Estadual da Paraíba, Mestranda em Agroecologia e Desenvolvimento Rural pela Universidade Federal de São Carlos, Campus Araras, Centro de Ciências Agrárias.

Marta Cristina Marjotta-Maistro, Universidade Federal de São Carlos

Graduada em Ciências Econômicas pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP. Mestre em Ciências (Economia Aplicada) pela Universidade de São Paulo, USP. Doutora em Ciências (Economia Aplicada) pela Universidade de São Paulo, USP. Professora do Departamento de Tecnologia Agroindustrial e Socioeconomia Rural do Centro de Ciências Agrárias.

Referências

BEZERRA, I; SCHNEIDER, S. Produção e consumo de alimentos: o papel das políticas públicas na relação entre o plantar e o comer. Revista Faz Ciência, v. 14, p. 1-20, 2012.

BRASIL. Lei n.º 10.696, de 2 de julho de 2003 (Art. 19). Institui o Programa de Aquisição de Alimentos. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/l10.696.htm> Acesso em: 13 abri. 2015, 21:13:36.

BRASIL. Decreto 7.775, de 4 de julho de 2012 (Art.4). Regulamenta o art. 19 da Lei no 10.696, de 2 de julho de 2003. Disponível em:<https://www.planalto.gov.br/ccivil_ 03/_ato2011-2014/2012/Decreto/D7775.htm> Acesso em: 13 abri. 2015, 14:15:45.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico 2010. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/estadosat/>. Acesso em: 15 abri. 2015, 18:41:36.

MALUF, R.S. Mercados agroalimentares e a agricultura familiar no Brasil:agregação de valor, cadeias integradas e circuitos regionais. Ensaios FEE, Porto Alegre, v. 25, n. 1, p; 299-322, abr. 2004.

MULLER, A. L. A construção das políticas públicas para a agricultura familiar no Brasil: o caso do Programa de Aquisição de Alimentos. 2007. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural) - Faculdade de Ciências Econômicas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2007.

MDS. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. PAA: 10 anos de aquisição de alimentos. Brasília, DF, 280 p, 2014.

SAGI. Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação. PAA DATA – Dados 2011, 2012, 2013 e 2014. Disponível em: <http://aplicacoes.mds.gov.br/sagi/paa/visi_paa _geral/pg_principal.php?url=abertura>. Acesso em: 20 abri. 2015, 14:42:38.

Downloads

Publicado

2016-05-16

Edição

Seção

IX CBA 6. Políticas Públicas.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)