Dinâmica da artropodofauna na conversão de fragmento florestal em área de cultivo pelo corte e queima

Autores

  • Luziel Oliveira Ferreira Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará
  • Eguinaldo Dos Santos Guimarães Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará
  • Neilson Rocha da Silva Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará
  • Daniela Souza de Almeida Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará
  • Diego De Macedo Rodrigues Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará

Resumo

As florestas secundárias têm um papel chave para a conservação da diversidade do solo e das plantas, contudo o uso do fogo pode afetar substancialmente a fauna edáfica. Objetivou-se neste trabalho avaliar a artropodofauna na conversão de fragmento florestal em área de cultivo pelo corte e queima da vegetação. A pesquisa foi realizada em uma floresta secundária e um cultivo recém implantado, as amostragens foram realizadas no período chuvoso na região, utilizaram-se quatro armadilhas do tipo alçapão em cada área e na borda, com o programa Past 3.06 calculou-se os índices de diversidade. Foram coletados 11.251 artrópodes, dessa quantidade, 63,87% foram coletados na borda. A área de cultivo obteve a menor diversidade e a área de floresta secundária os melhores valores ecológicos, sendo os Himenópteros e Coleópteros os mais abundantes em ambas as áreas. Portanto o fogo influenciou a diversidade de artrópodes na área de cultivo e a borda obteve a maior abundância de artrópodes.

Biografia do Autor

Luziel Oliveira Ferreira, Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará

Graduando da curso de Eng. Agronômica da Unifesspa, bolsista do sub projeto AM06, Projeto Biomas Amazônia

Downloads

Publicado

2016-05-15

Edição

Seção

IX CBA 3. Sistemas de Produção Agroecológica.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)