Efeito de óleos essenciais citronela e nim na germinação de sementes de feijão crioulo orgânico cultivados no município de Pelotas, RS

Autores

  • Francisco Marinaldo Fernandes Corlett Conjunto Agrotécnico "Visconde da Graça" (CAVG) IF - Sul - rio grandense - Pelotas - RS
  • Helena Jung Adamoli Instituto Federal Sul-Rio-Grandense, Câmpus Pelotas – CaVG, Pelotas, RS
  • Ana Paula Rosso Balbinotti Instituto Federal Sul-Rio-Grandense, Câmpus Pelotas – CaVG, Pelotas, RS
  • Luiz Carlos Pascuali Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT
  • José Wilson Pires Carvalho Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT

Palavras-chave:

qualidade fisiológica, guardiões das sementes, citronela, nim.

Resumo

O uso de óleos essenciais a cada diz se torna importante como alternativas viáveis no tratamento de sementes de feijão, podendo utilizar óleos de diferentes espécies de plantas para o controle de pragas e doenças. A pesquisa objetivou-se avaliar o potencial de germinação das sementes de feijão orgânico sob a aplicação de diferentes doses de óleos essenciais. Foram utilizadas sementes de duas cultivares de feijão produzido em sistema orgânico, cultivar pérola e valente. As sementes tratadas com óleo de citronela e nim na proporção de 0,05; 0,15; 0,30 e 0,50 mL. Foram submetidas ao teste padrão de germinação. Pode-se inferir que dose citronela de 0,05ml, foi significativo para germinação, doses a acima de 0,05mL apresentaram efeito tóxico inibindo a germinação, com o aparecimento de um grande número de sementes anormais e mortas, contudo, para o tipo cultivado valente, não houve diferenças significativas. Para o óleo de nim não foi observado efeitos tóxicos nas sementes dos dois tipos cultivados.

Biografia do Autor

Francisco Marinaldo Fernandes Corlett, Conjunto Agrotécnico "Visconde da Graça" (CAVG) IF - Sul - rio grandense - Pelotas - RS

Licenciatura Plena em Ciências Agrárias; Especialização em Educação de Adulto; Mestrado em Produção Vegetal (área de concentração sementes) Doutorado em Ciência e Tecnologia de Sementes; Pós-Doutorado em Ciência e Tecnologia de Sementes;

Helena Jung Adamoli, Instituto Federal Sul-Rio-Grandense, Câmpus Pelotas – CaVG, Pelotas, RS

Aluna do Curso Técnico em Meio Ambiente

Ana Paula Rosso Balbinotti, Instituto Federal Sul-Rio-Grandense, Câmpus Pelotas – CaVG, Pelotas, RS

Aluna do Curso Técnico em Meio Ambiente

Luiz Carlos Pascuali, Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT

Doutor em Ciência e Tecnologia de Sementes

José Wilson Pires Carvalho, Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT

Doutor em Ciências, área de concentração Físico-Química

Referências

BEVILAQUA, G. l. A. P. et al. Agricultores guardiões de sementes e ampliação da agrobiodiversidade. Cadernos de Ciência & Tecnologia, Brasília, v. 31, n. 1, p. 99-118, jan./abr. 2014.

VEIGA, J. C. et al. Catalogação de sementes crioulas no sul de minas, visando a preservação dos recursos genéticos. Resumos do IV Seminário de Agroecologia do Distrito Federal e Entorno – Brasília/DF. Cadernos de Agroecologia, v. 9, n. 3, 2014, p. 3.

FERREIRA, A. G.; BORGHETTI, F. Germinação: do básico ao aplicado. Porto Alegre: Artmed, 2004. 323 p.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Regras para análise de sementes. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Defesa Agropecuária. Brasília, DF: Mapa/ACS, 2009. 395p.

Downloads

Publicado

2016-05-15

Edição

Seção

IX CBA 3. Sistemas de Produção Agroecológica.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)