Nível de conhecimento e aceitabilidade de alimentos transgênicos nos municípios de Sumé e Taperoá- PB

Autores

  • Rayza Morganna Farias Cavalcanti Universidade Federal de Campina Grande
  • Josenildo Oliveira Sobrinho Universidade Federal de Campina Grande
  • Carlos Augusto Silva Junior Universidade Federal de Campina Grande
  • Natália Thaynã Farias Cavalcanti Universidade Federal de São Carlos
  • Marta Emília Aires Cavalcante de Farias Universidade Estadual da Paraíba

Resumo

O presente estudo teve como objetivo avaliar o nível de conhecimento e aceitabilidade dos os alimentos transgênicos da população dos municípios de Sumé e Taperoá - PB. Adotou-se como ferramenta metodológica a aplicação de questionário para uma amostra de 30 pessoas/município. Os resultados apresentados demonstram que a maioria da população dos dois municípios acredita que existem produtos transgênicos sendo comercializados no Brasil, porém na cidade de Sumé 63% dos entrevistados sabem o significado de alimentos transgênicos e 47% aceitam seu consumo, em Taperoá 67% desconhecem o significado e 43% não aceitam seu consumo. Deste modo, a população entrevistada, apesar de pertencer a uma mesma região, mostra comportamentos e opiniões divergentes sobre a temática.

Biografia do Autor

Rayza Morganna Farias Cavalcanti, Universidade Federal de Campina Grande

Bacharel em Engenharia de biotecnologia e bioprocessos pelo Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido da Universidade Federal de Campina Grande e mestranda em Biotecnologia no Instituto de Química da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"

Josenildo Oliveira Sobrinho, Universidade Federal de Campina Grande

Graduando em Engenharia de Produção na Unidade Acadêmica de Tecnologia do Desenvolvimento, Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido - CDSA da Universidade Federal de Campina Grande

Carlos Augusto Silva Junior, Universidade Federal de Campina Grande

Graduando em Ciências Sociais na Unidade Acadêmica de Educação do Campo, Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido - CDSA da Universidade Federal de Campina Grande

Natália Thaynã Farias Cavalcanti, Universidade Federal de São Carlos

Bacharel em Agroecologia pela Universidade Estadual da Paraíba e mestranda em Agroecologia e Desenvolvimento Rural no Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de São Carlos.

Marta Emília Aires Cavalcante de Farias, Universidade Estadual da Paraíba

Licenciada em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual da Paraíba e mestre em Desenvolvimento Regional pela Universidade Estadual da Paraíba.

Referências

CIB. Centro de Informação de Biotecnologia. Guia- O que você precisa saber sobre transgênicos. 2012. 20 p. Disponível em: < http://cib.org.br/wp-content/uploads/2012/08/Guia_Transgenicos_2012.pdf>. Acesso em: 31 mar. 15. 16:05:50

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico 2010. Disponível em:<http://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=251650&search=paraiba|taperoa> . Acesso em: 03 abril 15, 21:10:30.

MENDONÇA, A. C. C. Transgênicos: opinião de professores e alunos de nível médio da área de nutrição. 2005. 80 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) – Escola Superior de Agricultura, Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2005.

MENDONÇA, D. A. et al. Conhecimento e atitude dos consumidores em relação aos alimentos transgênicos em Glória de Dourados, MS. Cadernos de Agroecologia, v. 7, n. 2, p. 1-6, 2012.

SCARE, R. F.; ORATI, R.; HARTUNG, K. Conhecimento e comportamento de compra em relação a alimentos transgênicos: um estudo exploratório e comparativo com consumidores brasileiros. In: Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, 45., 2007, Londrina. Anais... Londrina: UEL, 2007. p. 1-17

SCHAPALLIR, D. G. Transgênicos: Consumir ou não consumir? 2010. 22 p. Projeto (Apresentado ao Programa de Desenvolvimento Educacional) Secretária Estadual de Educação do Estado do Paraná, Santa Mariana, 2010.

SOUZA, M. V. F.; HOSSNE, W. S. Opinião de alunos de graduação em nutrição sobre alimentos transgênicos. Bioethikos, Centro Universitário São Camilo, v. 4, n. 4, p. 412-422, 2010.

Downloads

Publicado

2016-05-16

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)