A horta escolar como laboratório vivo no ensino de ciências

Autores

  • José Silveira Filho Prefeitura Municipal de Fortaleza/Secretaria Municipal de Educação.
  • Alessandra Rios Silveira Prefeitura Municipal de Fortaleza/Secretaria Municipal de Educação/Distrito de Educação 2/EM Mattos Dourado.

Resumo

Resumo: A horta escolar é um espaço indicado para que as crianças possam conhecer e aprender a cuidar de pequenos animais e vegetais e promover o bem estar com uma alimentação saudável. Poucas escolas possuem laboratórios para usos de experimentos nas aulas de ciências. A par dessa deficiência, essa experiência objetivou utilizar o espaço da horta da escola como um laboratório vivo. Para isso foi elaborado um material didático para cultivo de horta orgânica com fundamento na pedagogia dialógica da troca de saberes entre os sujeitos participantes para conhecimento das atividades práticas de campo. Docentes e discentes da escola que realizou o trabalho acharam viável a utilização das atividades na horta como aulas práticas. Os professores avaliaram o estudo como bom e excelente em 100% dos casos. Os alunos disseram que as atividades da horta são positivas em 100% das respostas. Entre as atividades que mais agradaram destacam o plantio com 40% e os tratos culturais com 44%. Em seguida, o minhocário com 4% e outras atividades com 12%. A alternativa da horta escolar como laboratório para o ensino de ciências foi uma experiência exitosa e pode ser explorada nas escolas que não têm laboratório.

Biografia do Autor

José Silveira Filho, Prefeitura Municipal de Fortaleza/Secretaria Municipal de Educação.

Doutor em Educação: defendeu em 04 de novembro de 2010, Tese intitulada: O PROJETO FORMATIVO DO ENGENHEIRO AGRÔNOMO NO CURSO DE AGRONOMIA DA UFC, junto ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Ceará. Fortaleza-CE. Orientador: André Haguette Mestre em Agronomia: defendeu, em 14 de maio de 1996, Dissertação intitulada: SENSIBILIDADE DO MAMOEIRO (Carica papaya L.) A FUNGICIDAS, junto ao Curso de Pós-Graduação em Agronomia/Fitotecnia da Universidade Federal do Ceará. Fortaleza-CE. Orientador: José Júlio da Ponte Filho. Graduação Licenciatura em Agronomia com Habilitação nas Disciplinas Matemática e Ciências. Diplomado em 25.01.2000, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza – CE. Bacharelado em Engenharia Agronômica – Diplomado em 18 de dezembro de 1971, Escola de Agronomia, Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE.. Titulação: Mestre em Agronomia e Doutor em Educação

Alessandra Rios Silveira, Prefeitura Municipal de Fortaleza/Secretaria Municipal de Educação/Distrito de Educação 2/EM Mattos Dourado.

Professora Pedagoga e Especialista em Educação Infantil. Universidade Federal do Ceará. Orientada no Curso de Especialização pelo Doutor em Educação José Silveira Filho.

Referências

Referências bibliográficas

BOFF, L. Saber cuidar – ética do humano – compaixão pela terra. Petrópolis: Vozes, 1999. 199p.

NOËL-EVEN, J. O liceu experimental de Saint-Nazaire: uma utopia? In: Oliveira, I. B. (Org.). Alternativas emancipatórias em currículo. São Paulo: Cortez Editora, 2004. Série Cultura, Memória e Currículo; vol. 4.

NOGUEIRA, W. C. L. Horta na escola: uma alternativa de melhoria na alimentação e qualidade de vida. Anais do 8º Encontro de Extensão da UFMG. Belo Horizonte, 3 a 8 de outubro de 2005.

MORGADO, F. da S. A horta escolar na educação ambiental e alimentar: experiência do Projeto Horta Viva nas escolas municipais de Florianópolis. Centro de Ciências Agrárias. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2006, 45p.

SILVEIRA–FILHO, J; VERDELHO, M. M. Di A. R; SILVA, M. S. B da. Produtor de Hortaliças. Fortaleza: Edições Demócrito Rocha, 2004. 88p.

SILVEIRA, Alessandra Rios; SILVEIRA FILHO, José. A dimensão pedagógica da educação ambiental na horta escolar. Anais do I Congresso Técnico Científico da Engenharia e da Agronomia. Teresina, PI, 12 a 16 de agosto de 2014.

SILVEIRA FILHO, José; SILVEIRA, Alessandra Rios. A dimensão agronômica como alternativa de inovação tecnológica na horta orgânica escolar. Anais do I Congresso Técnico Científico da Engenharia e da Agronomia. Teresina, PI, 12 a 16 de agosto de 2014.

Downloads

Publicado

2016-05-18

Edição

Seção

IX CBA-Agroecologia / Relatos de Experiências