Comportamento da população de Eschweilera coriacea (D.C) Mori com DAP < 5 cm nas direções norte, sul, leste e oeste em clareiras antrópicas.

Autores

  • TANGRIENNE CARVALHO NEMER UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA UFRA http://orcid.org/0000-0003-1454-129X
  • FERNANDO CRISTOVAM JARDIM UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA UFRA

Resumo

Um dos fatores que regulam a estrutura da população de muitas espécies são as clareiras. O conhecimento do comportamento dessas espécies isoladas ou em grupos, em função do tamanho do distúrbio e da localização em relação à clareira, facilitariam as decisões sobre tratamentos silviculturais. O estudo visa avaliar a taxa de regeneração natural da população E. coriaceae nas direções norte, sul, leste e oeste das clareiras. A área localiza-se no Campo Experimental da Embrapa Amazônia Oriental (Mojú/PA). O estudo foi realizado em 9 clareiras, com parcelas de 4 m2, indivíduos com Ht  10 cm e DAP < 5 cm, em 3 anos. A dinâmica da população foi avaliada em três classes de tamanho de indivíduos. Conclui-se que a distribuição diamétrica decrescente da espécie apresenta uma intensa flutuação na população, os valores da taxa de regeneração natural foram positivos durante o estudo, entretanto a espécie mostrou-se não depender da formação de clareiras para regenerar-se e desenvolver-se.

Biografia do Autor

TANGRIENNE CARVALHO NEMER, UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA UFRA

Engenheira Florestal, formada na UFRA, curso de Mestrado área de Silvicultura e Manejo Florestal na UFRA, Doutorado concluído na Universidade de Brasília em 2014, área Manejo Florestal. Trabalho na EMATER-PA Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural, desde 2006 até os dias atuais (quase 9 anos).

FERNANDO CRISTOVAM JARDIM, UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA UFRA

DOUTOR PROFESSOR DA UFRA MANEJO FLORESTAL

Referências

AYRES, M.; AYRES JÚNIOR, M.; AYRES, D. L.; SANTOS, A. A. S. 2005. BIOESTAT-Aplicações estatísticas nas áreas das ciências Bio-Médicas. Belém: Imprensa Oficial do Estado do Pará, 324p.

MORY, A. M. Comportamento de espécies arbóreas em diferentes níveis de desbaste por anelamento de árvores. 2000. 100p. Dissertação (Mestrado) - Faculdade de Ciências Agrárias do Pará, Belém, 2000.

WHITMORE, T. C. 1978. Gaps in the forest canopy. In: TOMLINSON, ZIMMERMAN. Tropical trees as livinig systems. London: Cambridge University. Press, p.639-655.

Downloads

Publicado

2016-05-17

Edição

Seção

IX CBA 8. Biodiversidade e Bens Comuns.