Um modelo de precificação para políticas públicas de promoção da Agroecologia

Autores

  • Benedito Silva Neto UFFS - Universidade Federal da Fronteira Sul
  • José Tobias Marks Machado UFFS - Universidade Federal da Fronteira Sul

Resumo

A formulação de políticas públicas que possam se contrapor de forma economicamente eficiente ao intenso processo de exclusão social sofrido pelos camponeses representa um dos maiores desafios ao campo da Agroecologia. Neste sentido, para assegurar um efetivo processo de transição agroecológica, a garantia de preços adequados à agricultura camponesa deve incluir instrumentos que proporcionem um controle efetivo dos preços dos insumos de origem industrial. O presente trabalho tem o objetivo de apresentar um modelo para definir preços de produtos e de insumos que possam induzir a adoção de tecnologias de cunho agroecológico, sem provocar o surgimento de rendas diferenciais. Os resultados obtidos evidenciam claramente a possibilidade da fixação de preços, por meio de políticas públicas, de produtos e de insumos de forma a promover uma transição agroecológica tecnicamente exequível, economicamente eficiente e socialmente justa.

Biografia do Autor

Benedito Silva Neto, UFFS - Universidade Federal da Fronteira Sul

Professor da Universidade da Fronteira Sul

José Tobias Marks Machado, UFFS - Universidade Federal da Fronteira Sul

Acadêmico do 9º semestre do curso de Agronomia com ênfase em Agroecologia da Universidade Federal da Fronteira Sul. Atualmente tem vinculo como bolsista do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico no projeto, "A Agroecologia na dinâmica do desenvolvimento rural do município de Cerro Largo (RS)". Atua também em projeto de pesquisa, voltado ao cultivo do morangueiro em sistema de base ecológica de produção.

Downloads

Publicado

2016-05-16

Edição

Seção

IX CBA 6. Políticas Públicas.