Efeito de dinamizações seqüenciais do preparado homeopático Nux vomica no desenvolvimento inicial de plantas de milho submetido ao percevejo barriga-verde Dichelops melacanthus Dallas (Heteroptera: Pentatomidae)

Autores

  • Tatiani Alano MODOLON Centro Universitário Barriga Verde - UNIBAVE Fundação Educacional Barriga Verde - FEBAVE
  • Vanda PIETROWSKI Universidade Estadual do Oeste do Paraná, UNIOESTE, Marechal Cândido Rondon, PR.
  • Luís Francisco Angeli ALVES Universidade Estadual do Oeste do Paraná, UNIOESTE, Cascavel, PR.
  • Ana Tereza Bittencourt GUIMARÃES Universidade Estadual do Oeste do Paraná, UNIOESTE, Cascavel, PR.
  • Mariana PIZZATO Universidade Tecnológica Federal do Paraná, UTFPR, Campus de Santa Helena, PR.

Resumo

O sistema atual de produção de milho, proporciona elevada produtividade, porém ao mesmo tempo favorece a surtos epidêmicos de insetos-pragas, como o percevejo barriga-verde (Dichelops melacanthus). Estratégias de controle convencionais têm sido ineficazes até o momento. O objetivo deste trabalho foi avaliar o desenvolvimento inicial de plantas de milho irrigadas com dinamizações seqüênciais do preparado homeopático Nux vomica e submetidas a estresse pelo percevejo D. melacanthus. Foram realizados experimentos em casa de vegetação onde plantas de milho da variedade Capixaba Incaper 203 foram cultivadas em vasos de 0,5 L. Foram aplicadas o dinamizações seqüências de 32DH até 40DH do preparado homeopático Nux vomica, totalizando nove dinamizações. A irrigação do preparado homeopático Nux vomica nas dinamizações 33, 36 e 38DH favorecerão o desenvolvimento inicial de parte aérea e de raízes das plantas de milho. Nux vomica 36 e 38DH irrigados ao solo repeliram o percevejo barriga-verde D. melacanthus fazendo com que o mesmo não se alimentasse das plantas de milho.

Biografia do Autor

Tatiani Alano MODOLON, Centro Universitário Barriga Verde - UNIBAVE Fundação Educacional Barriga Verde - FEBAVE

Engenheira Agrônoma pela Universidade do Sul de Santa Catarina - UNISUL, campus Tubarão, SC. Mestre em Produção Vegetal pela UDESC/CAV em Lages, SC. Doutora em Agronomia pela UNIOESTE Campus Marechal Cândido Rondon. Desenvolveu suas pesquisas de pós-graduação na linha de pesquisa Agroecologia, Fitossanidade e Controle Alternativo, trabalhando preparados em altas diluições (Homeopatia) no manejo fitossanitário e pós-colheita do tomateiro, e no manejo da lagarta-do-cartucho e do percevejo barriga-verde em milho orgânico. Atualmente é docente dos cursos de graduação de Agronomia e Medicina Vetrinária, UNIBAVE, Orleans (SC).

Downloads

Publicado

2016-05-16

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>