Formas tradicionais no manejo de palmeiras como alternativas de conservação ambiental

Autores

  • Helio Brito Santos Júnior Museu Paraense Emilio Goeldi
  • Wilson Filgueiras Batista Júnior Museu Paraense Emilio Goeldi
  • Mário Augusto Gonçalves Jardim Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação - Museu Paraense Emilio Goeldi - Coordenação de Botânica

Resumo

O objetivo da pesquisa foi realizar um levantamento bibliográfico sobre as formas de manejos tradicionais de palmeiras da Amazônia. As espécies foram selecionadas a partir de um inventário florístico realizado em uma floresta de várzea no estado do Pará e as informações sobre o manejo obtidas de publicações científicas e tabuladas em planilha Excel contendo nome científico da espécie e formas de manejo. Os resultados mostraram que coleta de fruto, limpeza do terreno e desbaste seletivo foram o mais representativo com 16% (4); seguido por plantio de enriquecimento e corte de folha 12% (3); coroamento, tratamento da semente e adubação 8% (2) e raleamento da mata 4% (1). Desta forma, conclui-se que há várias técnicas utilizadas pelas comunidades tradicionais, no qual servem para o aumento da produção das espécies com fins de uso e comércio.

Biografia do Autor

Helio Brito Santos Júnior, Museu Paraense Emilio Goeldi

Graduando em Engenharia Florestal na Universidade do Estado do Pará.

Wilson Filgueiras Batista Júnior, Museu Paraense Emilio Goeldi

Graduando em Engenharia Florestal na Universidade do Estado do Pará

Mário Augusto Gonçalves Jardim, Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação - Museu Paraense Emilio Goeldi - Coordenação de Botânica

Engenheiro Florestal, Doutor em Ciências Biológicas - Ecologia Vegetal. Pesquisador Titular III - Ecologia vegetal, manejo e conservação de espécies amazônicas.

Downloads

Publicado

2016-01-28

Edição

Seção

IX CBA 1. Sócio biodiversidade e Território.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)