Organizações sociais e canais de comercialização acessados por agricultores agroecológicos: Um estudo de caso na feira-livre central de Chapecó-SC.

Autores

  • Luiz Paulo Klock Filho UTFPR- Universidade Tecnológica Federal do Paraná/ Campus Pato Branco
  • Samuel Tafernaberri Vasques UTFPR- Universidade Tecnológica Federal do Paraná/ Campus Pato Branco
  • Wilson Itamar Godoy UTFPR- Universidade Tecnológica Federal do Paraná/ Campus Pato Branco

Resumo

Este trabalho apresenta as experiências de agricultores que produzem alimentos no sistema de manejo agroecológico e estão inseridos nas cadeias curtas de comercialização. O objetivo do estudo é mostrar como produtores familiares, inseridos na feira central de produtos coloniais e agroecológicos do município de Chapecó, organizaram-se e comercializaram sua produção agroecológica. Verificou-se que os produtores se estruturam economicamente com a venda no canal de comercialização chamado feira-livre, e por ações individuais, longe de uma percepção coletiva de enfrentamento a dinâmica do mercado. Há potencialidades ao utilizar princípios da Agroecologia associados à conexão entre produtor e consumidor como estratégia para o desenvolvimento rural sustentável.

Biografia do Autor

Luiz Paulo Klock Filho, UTFPR- Universidade Tecnológica Federal do Paraná/ Campus Pato Branco

Mestrando do PPGDR-Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional da UTFPR-Campus Pato Branco

Samuel Tafernaberri Vasques, UTFPR- Universidade Tecnológica Federal do Paraná/ Campus Pato Branco

Mestrando do PPGDR-Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional da UTFPR-Campus Pato Branco

Wilson Itamar Godoy, UTFPR- Universidade Tecnológica Federal do Paraná/ Campus Pato Branco

Professor do PPGDR-Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional da UTFPR-Campus Pato Branco

Downloads

Publicado

2016-05-15

Edição

Seção

IX CBA 2. Estratégias de Desenvolvimento Socioeconômico.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>