Estudo de caso no território sudeste do estado do pará. Um assentamento, uma família, um projeto de vida e o Pronaf: como a visão sistêmica contribui?

Autores

  • ANA CAROLINE NERIS NOGUEIRA

Palavras-chave:

agricultura familiar, abordagem sistêmica.

Resumo

Atualmente o território sudeste do Pará, concentra cerca de 500 áreas transformadas oficialmente em assentamentos rurais. Passada mais de uma década de investimentos, ainda se percebe uma grande dificuldade na definição das prioridades de investimento na agricultura familiar regional e isto se deve em muito a diversidade sócio-ambiental e a dificuldade de se compreender e valorizar as potencialidades contidas em cada sistema de produção envolvido no processo de desenvolvimento. A falta de uma visão menos reducionista (dimensão produtiva) aumenta as dificuldades de se pensar em uma aplicação da abordagem sistêmica voltada para aprimorar a atual política agrícola, em especial à recente mudança do Programa de apoio à agricultura familiar: o Pronaf Sistêmico. Diante de tal desafio, este estudo busca simplesmente analisar um estudo de caso onde a estrutura do funcionamento de um agroecossistema explicita a interdependência contida na trajetória familiar, estrutura atual do sistema de produção e seus projetos futuros. Esta síntese faz parte de um percurso técnico formativo e ajuda a melhor compreender a diversidade sócio-ambiental do universo particular da agricultura familiar em uma região que tem como maior desafio fixar famílias que ainda carregam uma forte herança pessoal de processos migratórios recentes.

Biografia do Autor

ANA CAROLINE NERIS NOGUEIRA

Estudante de graduação em Agronomia pela Universidade Federal do Pará, campus de Marabá (região sudeste). Atualmente bolsista do Programa de auxilio ao recem-doutor Pard, coordenadora do Encontro Regional das Agrárias evento promovido pelos estudantes de agronomia de Marabá. Conclusão do curso prevista para dezembro-2009.

Downloads

Publicado

2009-12-31