Efeitos da Produção Intensiva de Pinus sobre a Comunidade Quilombola do Varzeão em Doutor Ulysses / PR

Autores

  • Diomar Augusto de Quadros Universidade Federal do Paraná
  • Silvana Cássia Hoeller Universidade Federal do Paraná
  • Daniel Hanke Instituto Agroecológico
  • Kahlile Youssef Abboud Instituto Agroecológico
  • Rodrigo Weiss da Silva Instituto Agroecológico
  • Marcelo Francisco Universidade Federal do Paraná
  • Mariana Cardoso Alves Universidade Federal do Paraná
  • Rafael Leite Macedo Universidade Federal do Paraná

Palavras-chave:

Remanescente de quilombo, Pinus sp., impactos socioambientais

Resumo

O presente trabalho teve como objetivo avaliar os impactos sócio-ambientais causados pela produção de pinus sobre a comunidade Quilombola do Varzeão. A metodologia teve como base a participação dos Quilombolas na execução das dinâmicas de “Linha do Tempo” e “Mapa falado”. Os resultados mostraram que a inserção da produção da monocultura de pinus na área da comunidade trouxe várias mudanças na paisagem. Muitos rios menores desapareceram e os maiores tiveram seu fluxo de água diminuído. Animais, espécies arbóreas nativas e medicinais tiveram sua ocorrência severamente afetada, assim como a fertilidade e a porosidade dos solos locais alterados. As disputas de terras da comunidade foram acirradas contribuindo com a desorganização das atividades coletivas e familiares. Isso tudo contribui para a exclusão social dos quilombolas.

Biografia do Autor

Diomar Augusto de Quadros, Universidade Federal do Paraná

Graduado em Nutrição, Mestre em Tecnologia de Alimentos, Professor na UFPR, Setor Litoral, Curso de Agroecologia

Silvana Cássia Hoeller, Universidade Federal do Paraná

Graduada em Agronomia, Mestre em Produção Vegetal, Professora na UFPR, Setor Litoral, Curso de Agroecologia.

Daniel Hanke, Instituto Agroecológico

Graduado em Agronomia, Bolsista Recém Formado Fundação Araucária/SETI-PR

Kahlile Youssef Abboud, Instituto Agroecológico

Graduada em Nutrição, Bolsista Recém Formado Fundação Araucária/SETI-PR

Rodrigo Weiss da Silva, Instituto Agroecológico

Graduado em Agronomia, Bolsista Recém Formado Fundação Araucária/SETI-PR

Marcelo Francisco, Universidade Federal do Paraná

Graduando em Ciências Sociais, Bolsista Fundação Araucária/SETI-PR

Mariana Cardoso Alves, Universidade Federal do Paraná

Graduanda em Serviço Social, Bolsista Fundação Araucária/SETI-PR

Rafael Leite Macedo, Universidade Federal do Paraná

Graduando em Gestão Ambiental, Bolsista Fundação Araucária/SETI-PR

Downloads

Publicado

2009-12-31

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>