Avaliação da Ocorrência de Pequenos Mamíferos em Diferentes Sistemas de Manejo Agrícola no Rio Grande do Sul, Brasil

Autores

  • Morgana Rech Vanice P. Rech
  • Susi Missel Pacheco
  • Alois Eduard Schafer
  • Valdirene Camatti Sartori

Palavras-chave:

agroecologia, agroecossistemas, roedores.

Resumo

Realizou-se um estudo em São Domingos do Sul, RS, com o objetivo de avaliar a ocorrência de roedores e marsupiais em diferentes sistemas de manejo agrícola e em fragmento de mata nativa. A pesquisa foi realizada de maio de 2008 a abril de 2009, com a utilização de 30 gaiolas em cada área: a) cultivo agroecológico com policultura; b) fragmento de mata nativa com perturbação intermediária; e c) cultivo convencional, com monocultura (soja/canola) e uso de agrotóxicos. Foram capturadas seis espécies: Akodon montensis, Oligoryzomys nigripes, Oligoryzomys flavescens, Mus musculus e Rattus rattus (Rodentia); e Didelphis albiventris (Didelphimorphia). O cultivo convencional apresentou diferença significativa, quando comparado às outras áreas, quanto à diversidade e abundância de pequenos roedores. Conclui-se que o manejo agroecológico foi mais semelhante ao fragmento de mata nativa secundária, desempenhando um importante papel na manutenção dessas populações.

Biografia do Autor

Morgana Rech, Vanice P. Rech

Bióloga formada pela Universidade de Caxias do Sul - RS

Susi Missel Pacheco

Bióloga

Alois Eduard Schafer

Professor e pesquisador da Universidade de Caxias do Sul

Valdirene Camatti Sartori

Professora e Pesquisadora junto ao Laboratório de Controle Biológico da Universidade de Caxias do Sul.

Downloads

Publicado

2009-12-31

Edição

Seção

1. VI CBA e II CLAA - Agroecossistemas/ Produção Vegetal