A Organização Econômica e a Construção da Agroecologia na Zona da Mata Mineira

Autores

  • Marcio Gomes Da Silva Universidade Federal de Viçosa
  • Glauco Regis Florisbelo Centro de Tecnologia Alternativa

Palavras-chave:

Agroecologia, economia solidaria, agricultura familiar, arranjo institucional, organização social

Resumo

Este estudo foi realizado pelo Centro de Tecnologias Alternativas da Zona da Mata – CTA-ZM e teve como objetivo identificar a dinâmica sócio-econômica dos empreendimentos e grupos produtivos de economia solidária e compreender a relação desses fenômenos com o processo de construção da agroecologia na Zona da Mata de Minas Gerais. Para tanto realizou-se um diagnóstico nos empreendimentos solidários de Espera Feliz, Araponga e Divino. Como instrumento de coleta de dados, utilizou-se de técnicas como grupo focal, Diagrama de Veen, e entrevistas semi-estruturadas. Percebe-se que os empreendimentos possuem problemas similares relacionados à gestão, comercialização e organização da produção agroecológica. Entretanto, existe um arranjo institucional composto por diversas entidades que precisa ser articulado para que as atividades econômicas sejam potencializadas, e se relacionem de forma sincronizada com o processo de construção da agroecológica.

Biografia do Autor

Marcio Gomes Da Silva, Universidade Federal de Viçosa

Graduado em Gestao de Cooperativas e mestrando em Extensao Rural. Experiencia em Economia Solidária.

Glauco Regis Florisbelo, Centro de Tecnologia Alternativa

Engenheiro Agronomo pela Universidade Federal de Viçosa. Especialista em Desenvolvimento Local. Experiencia em Desenvolvimento Territorial e gestao participativa de Unidades de Conservaçao e Agroecologia.

Downloads

Publicado

2009-12-31