Agricultores Definindo a Sustentabilidade de Agroecossistemas Empregando Indicadores de Solos e Sanidade de Culturas Rápidos e Fáceis

Autores

  • Sueli Gomes Fernandes ICA/UFMG
  • Cynthia Torres de Toledo Machado Embrapa Cerrados
  • João Roberto Correia Embrapa Cerrados
  • Marina de Fátima Vilela Embrapa Cerrados
  • Luiz Arnaldo Fernandes ICA/UFMG

Palavras-chave:

Metodologia participativa, agricultores familiares, monitoramento de agroecossistemas, práticas agroecológicas.

Resumo

Este trabalho teve por objetivo aplicar, em sete subsistemas na Comunidade Água Boa 2, em Rio Pardo de Minas (MG), uma metodologia prática e de fácil manipulação por agricultores na avaliação participativa de características indicadoras de qualidade dos solos e de sanidade das culturas. A partir de observações simples feitas a campo notas foram atribuídas aos indicadores, variando entre 1 (nota inferior, situação menos desejável), 5 (nota e situação intermediárias) e 10 (máxima, situação mais desejável) e gráficos em forma de radar ou ameba foram plotados, representando o estado de cada indicador. O diagrama da qualidade do solo evidenciou deficiências na estruturação do solo, na atividade biológica e na retenção de água, enquanto que o gráfico correspondente à sanidade dos cultivos indicou baixo rendimento na produção, pouca diversidade de vegetação e ausência de inimigos naturais, na maioria dos subsistemas avaliados.

Biografia do Autor

Sueli Gomes Fernandes, ICA/UFMG

Formação em Agronomia pelo Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Minas Gerais, concluído em janeiro de 2009; Curso de mestrado na mesma instituição, em Ciências Agrárias, área de concentração em Agroecologia, a ser concluído em janeiro de 2011.

Downloads

Publicado

2009-12-31

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>