Germinação e sanidade de sementes de ipê-amarelo (Tabebuia serratifolia), após submissão a diferentes tratamentos.

Autores

  • Caciara Gonzatto Maciel Universidade Federal de Santa Maria
  • Ricardo Feliciano dos Santos Universidade Federal de Santa Maria
  • Ricardo Mezzomo Universidade Federal de Santa Maria
  • Maria Nevis Deconto Weber Universidade Federal de Santa Maria
  • Marlove Fátima Brião Muniz Universidade Federal de Santa Maria
  • Elena Blume Universidade Federal de Santa Maria

Palavras-chave:

alho, Plectranthus barbatus, Trichoderma sp., fungo e vigor

Resumo

As plantas bioativas, juntamente com o controle biológico, podem ser utilizadas como controle alternativo de doenças fúngicas, visando assim, diminuir o impacto ambiental dos fungicidas químicos. O trabalho constitui-se de um teste dos efeitos de extrato de alho, boldo (Plectranthus barbatus) e controle biológico sobre as propriedades fisiológicas e sanitárias de sementes de ipê amarelo. O teste de germinação e sanidade foram realizadas pelo método do “blotter test”. A geminação foi avaliada 7 e 14 dias após a instalação do teste. E a avaliação fitossanitária foi realizada aos 7 dias. Dentre os tratamentos testados, o extrato de alho não interferiu no percentual germinativo (53.6), e inibiu o desenvolvimento de fungos potencialmente patogênicos, como Alternaria sp. (8.5%), e Fusarium sp. (3%). O extrato de boldo, embora tenha atuado na diminuição da população fúngica, reduziu para 21.7% a germinação das sementes de ipê amarelo. Os maiores índices de Alternaria spp. (51.2%) foram contabilizados no tratamento com Trichoderma sp., conseqüentemente o índice de sementes mortas foi máximo (48.65%).

Biografia do Autor

Caciara Gonzatto Maciel, Universidade Federal de Santa Maria

Acadêmica Eng. Florestal. Interesse na área de Fitopatologia. universidade Federal de Santa Maria.Av.Roraima,no 1000, CEP:97105-900.Tel. (55)3220-8015. Fax (55)3220-8015.E-mail:caciaragonzatto@gmail.com

Ricardo Feliciano dos Santos, Universidade Federal de Santa Maria

Acadêmico Agronomia. Interesse na área de Fitopatologia. universidade Federal de Santa Maria.Av.Roraima,no 1000, CEP:97105-900.Tel. (55)3220-8015. Fax (55)3220-8015.E-mail:ricardoijui@hotmail.com

Ricardo Mezzomo, Universidade Federal de Santa Maria

Acadêmico Eng. Florestal. Interesse na área de Fitopatologia. universidade Federal de Santa Maria.Av.Roraima,no 1000, CEP:97105-900.Tel. (55)3220-8015. Fax (55)3220-8015.E-mail:mezzomoricardo@hotmail.com

Maria Nevis Deconto Weber, Universidade Federal de Santa Maria

Farmácetica MSc. Interesse na área de Fitopatologia. universidade Federal de Santa Maria.Av.Roraima,no 1000, CEP:97105-900.Tel. (55)3220-8015. Fax (55)3220-8015.E-mail:mweber@smail.br

Marlove Fátima Brião Muniz, Universidade Federal de Santa Maria

Eng. Agr. Prof. Adj. de Fitopatologia. Interesse na área de Fitopatologia. universidade Federal de Santa Maria.Av.Roraima,no 1000, CEP:97105-900.Tel. (55)3220-8015. Fax (55)3220-8015.E-mail:marlove@smail.ufsm.br

Elena Blume, Universidade Federal de Santa Maria

Eng. Agr. Prof. Adj. de Fitopatologia. Interesse na área de Fitopatologia. universidade Federal de Santa Maria.Av.Roraima,no 1000, CEP:97105-900.Tel. (55)3220-8015. Fax (55)3220-8015.E-mail:elenablu@gmail.com

Downloads

Publicado

2009-12-31

Edição

Seção

1. VI CBA e II CLAA - Agroecossistemas/ Produção Vegetal

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>