Transição Agroecológica em Terras de Reforma Agrária: Experiências no Assentamento Monte Alegre – São Paulo.

Autores

  • Felipe Rosafa Gavioli Programa de Pós-Graduação (mestrado) em Agroecologia e Desenvolvimento Rural
  • Luciane Cristina De Gaspari Programa de Pós-Graduação em Agroecologia e Desenvolvimento Rural - CCA/UFSCa
  • Manoel Baltasar Baptista da Costa Professor adjunto - CCA/UFSCar

Palavras-chave:

agroecologia, extensão rural, agricultura familiar.

Resumo

O presente trabalho descreve e analisa as ações de promoção de práticas agrícolas de base ecológica desenvolvidas pelo CCA/UFSCar no assentamento Monte Alegre. Após quatro anos de atividades, pode-se apontar alguns resultados, especialmente na esfera da substituição de insumos, que impactaram positivamente a agricultura praticada pelos assentados, com a adoção de caldas, biofertilizantes, germoplasma adequado e adubação verde. Existe uma demanda no assentamento por ações deste tipo, indicando que, apesar de lenta e complexa, a transição agroecológica é viável e possível.

Biografia do Autor

Felipe Rosafa Gavioli, Programa de Pós-Graduação (mestrado) em Agroecologia e Desenvolvimento Rural

Engenheiro Agrônomo, mestrando em Agroecologia e Desenvolvimento Rural.

Luciane Cristina De Gaspari, Programa de Pós-Graduação em Agroecologia e Desenvolvimento Rural - CCA/UFSCa

Engenheira Florestal, mestranda em Agroecologia e Desenvolvimento Rural.

Manoel Baltasar Baptista da Costa, Professor adjunto - CCA/UFSCar

Engenheiro Agrônomo, doutor em Meio Ambiente e Desenvolvimento, prof. dr. CCA/UFSCar

Downloads

Publicado

2009-12-31