Diversidade da macrofauna edáfica em agroflorestas de diferentes estádios sucessionais

Autores

  • Sandra Santana de Lima
  • Adriana Maria de Aquino
  • Luiz Fernando Carvalho Leite
  • Paulo Henrique Soares da Silva
  • Antônio Alberto Jorge Farias Castro
  • Francisco das Chagas Oliveira

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar a diversidade da macrofauna edáfica como indicadora da qualidade do solo em sistemas agroflorestais. O trabalho foi desenvolvido no município de Esperantina, norte do estado do Piauí. Foram estudados cinco sistemas: sistemas agroflorestais com três (SAF3), seis (SAF6) e dez anos de manejo (SAF10), agricultura de corte e queima (ACQ) e uma área com floresta nativa (FN). Foram coletadas cinco amostras de serapilheira e solo em cada sistema. Após a identificação foram estimadas a densidade e a diversidade da macrofauna invertebrada do solo. No ACQ observou-se os menores valores dos índices avaliados Os SAFs apresentaram maiores valores de diversidade em relação ao ACQ e FN, evidenciando a eficiência do manejo agroflorestal para a macrofauna.

Biografia do Autor

Adriana Maria de Aquino

Pesquisadora da EMBRAPA AGROBILOGIA

Luiz Fernando Carvalho Leite

Pesquisador da EMBRAPA MEIO NORTE

Paulo Henrique Soares da Silva

Pesquisador da EMBRAPA MEIO NORTE

Antônio Alberto Jorge Farias Castro

Professor da Universidade Federal do Piauí (UFPI)

Francisco das Chagas Oliveira

Tecnico de Nível Superior da EMBRAPA MEIO NORTE

Downloads

Publicado

2007-09-28

Edição

Seção

Resumos do V CBA - Manejo de Agroecossitemas sustentáveis

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)