Cultura do Milho sob Manejo Orgânico e Tratamentos Alternativos de Sementes

Autores

  • Rogério Barbosa Macedo Universidade Estadual do Norte do Paraná
  • Gizele Spigolon Figueiredo Universidade Estadual do Norte do Paraná http://orcid.org/0000-0002-7942-3297
  • Helma José Rosa Teixeira Instituto Federal do Paraná
  • Gisele Fernanda Mouro Instituto Federal do Paraná
  • Ellen Rubia Diniz Instituto Federal do Paraná

Palavras-chave:

homeopatia, supermagro, milho QPM, milho crioulo Amarelão.

Resumo

Com o objetivo de identificar tratamentos alternativos de sementes de milho visando o baixo custo e que possam ser implantados na agricultura orgânica familiar, foi realizado na segunda safra de 2016 um experimento com duas variedades de milho conduzidas sob manejo orgânico, BR451 QPM (Quality Protein Maize) branco e milho crioulo Amarelão na estação experimental agroecológica do Núcleo de Estudos de Agroecologia e Territórios - NEAT da Universidade Estadual do Norte do Paraná - CLM em Bandeirantes - PR. As sementes foram tratadas com supermagro, homeopatia, e a testemunha com água, posteriormente, todas foram inoculadas com Azospirillum brasiliensis. Os tratamentos foram: T1) milho QPM branco tratamento de sementes testemunha; T2) milho QPM branco tratamento de sementes com supermagro; T3) milho QPM branco tratamento de sementes com homeopatia; T4) milho crioulo amarelão tratamento de sementes testemunha; T5) milho crioulo amarelão tratamento de sementes com supermagro; T6) milho crioulo amarelão tratamento de sementes com homeopatia. Foram avaliados a altura das plantas, número de fileiras de grãos por espiga, o número de grãos por fileira, o número de grãos por espiga, peso de 100 sementes e a produtividade do milho. O tratamento com homeopatia teve melhor desenvolvimento inicial, porém quanto à produtividade os tratamentos não diferiram entre si, as variedades de milho apresentaram diferenças tendo melhor desempenho o milho crioulo Amarelão.

Biografia do Autor

Rogério Barbosa Macedo, Universidade Estadual do Norte do Paraná

Professor Doutor na Universidade Estadual do Norte do Paraná e coordenador do NEAT - Núcleo de Estudos de Agroecologia e Territórios.

Gizele Spigolon Figueiredo, Universidade Estadual do Norte do Paraná

Graduanda do curso de Engenharia Agronômica, da Universidade Estadual do Norte do Paraná.

Helma José Rosa Teixeira, Instituto Federal do Paraná

Técnica em Agroecologia pelo Instituto Federal do Paraná.

Gisele Fernanda Mouro, Instituto Federal do Paraná

Professora Doutora do Instituto Federal do Paraná de Ivaiporã.

Ellen Rubia Diniz, Instituto Federal do Paraná

Professora Doutora do Instituto Federal do Paraná de Ivaiporã

Referências

ALTIERI, Miguel A. (1995): “El ‘estado del arte’de la agroecología y su contribució n al desarrollo rural en América Latina”. En: Cadenas Marín, Alfredo (ed.): Agricultura y desarrollo sostenible. Madrid: MAPA; pp. 151-203.

ANDRADE, F. M. C. Homeopatia no crescimento e produção de cumarina em chambá Justicia pectoralis Jacq. Viçosa, MG: UFV, 2000. 124 f. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia), Universidade Federal de Viçosa, Viçosa.

ARAÚJO, Pedro MÁrio de; NASS, Luciano LourenÇo. Caracterização e avaliação de populações de milho crioulo. Scientia Agrícola, Londrina, v. 3, n. 59, p.589-593, jul. 02.

BETTIOL, W.; TRATCH, R.; GALVÃO, J. A. H. Controle de doenças de plantas com biofertilizantes. Disponível em:< http://www.agencia.cnptia.embrapa.br/Repositorio/Circular_02_000fdro9unr02wx5eo0a2ndxyunj012j.pdf>. Acesso em: 31/08/2016

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA - EMBRAPA. Circular técnica 159. Produção de Milho na Agricultura Familiar. Disponível em:

https://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/bitstream/doc/905143/1/circ159.pdf Acesso em:05/09/2016.

FANCELLI, A. L. Fisiologia, nutrição e adubação do milho para alto rendimento. Piracicaba, São Paulo. Departamento de Produção Vegetal. Piracicaba: ESALQ/USP, 2003, 9p.

KAPPES, C. et al. Influência do nitrogênio no desempenho produtivo do milho cultivado na segunda safra em sucessão à soja. Pesquisa Agropecuária Tropical, Goiânia, v. 39, n.3, p. 251-259, jul./set. 2009.

MEIRELLES, Walter Fernandes. Tecnologias para a Agricultura Familiar: Milhos Especiais da Embrapa Variedades e Multiplicação para a Agricultura Familiar. Disponível em: <http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/115356/1/p.-49-52.pdf>. Acesso em: 10 set. 2016.

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO. COMUNICADO TÉCNICO 111: BR 451 - Milho de Alta Qualidade Protéica. 1ª ed. Sete Lagoas: Embrapa, 2004. 3 p. Disponível em: <https://www.agencia.cnptia.embrapa.br/recursos/Comunicado111ID-F0d7sV06dx.pdf>. Acesso em: 02 set. 2016.

MIRANDA, G. V. Melhoramento de milho nas Universidades. In: Simpósio de melhoramento e perspectivas do milho, 2003, Lavras. Anais... Lavras: UFLA, 2003.

Downloads

Publicado

2016-12-15

Edição

Seção

Agroecol 2016 - Manejo de Agroecossistemas Sustentáveis

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2 3